top of page

Veja quem são as vítimas que morreram após comer doce em Goiânia

Mortes são investigadas pela Polícia Civil (PC)



Jornal Opção

Leonardo Pereira Alves e Luzia Tereza Alves. Foto: montagem




As mortes de Luzia Tereza Alves, de 86 anos, e de Leonardo Pereira Alves, de 58 anos, mãe e filho que comeram uma sobremesa de doceria famosa, em Goiânia, são investigadas pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) da Polícia Civil (PC). Os dois apresentaram sintomas como vômitos, diarreia e dores abdominais, não resistiram e faleceram no último domingo, 17.


As informações sobre o falecimento das vítimas foram divulgadas nas redes sociais pela filha de Leonardo, a médica Maria Paula Alves. O homem trabalhava como assistente de gestão administrativa e estava lotado na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), conforme nota de pesar da PC.


Assim como o filho, Luzia Alves chegou a ser hospitalizada em uma unidade de terapia intensiva (UTI), mas faleceu. Segundo o boletim de ocorrência registrado pela esposa de Leonardo, Eliane Alves, a nora dele Amanda Partata, que está grávida, também comeu a sobremesa, mas não precisou ser internada e voltou para a sua cidade natal, Itumbiara, no sul goiano. Entretanto, precisou voltar à capital após passar mal.


Os familiares teriam comido a sobremesa por volta das 10h de domingo e, então, começaram a passar mal logo no início da tarde do mesmo dia. A causa da morte não foi divulgada e as investigações seguem em sigilo.


A família informa que ninguém sabe de fato o que ocorreu e que aguarda as investigações. Na tarde de ontem, 18, a Doceria de Goiânia confirmou recolhimento de lote de produtos alvo de inspeção após mortes.


Recolhimento 


Em nota, a Perdomo Doces comunicou que recolheu todo o lote de produtos que estão sendo investigados após a morte dos dois clientes. A empresa ressaltou que tem prestado todos os esclarecimentos necessários.


“A Perdomo Doces informa que o lote de produtos averiguado pelas autoridades já foi recolhido de todas as lojas e que o acesso irrestrito a todas as suas unidades foi disponibilizado aos órgãos fiscalizadores, para inspeções no dia de hoje, 18”, divulgou por meio das redes sociais.



21 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page