top of page

PF faz operação contra extração de ouro ilegal em terras indígenas e prende três em Goiás

Os crimes investigados são os de lavagem de capitais, usurpação de minérios da União, crime contra a ordem tributária


Mais Goiás

Aeronave apreendida pela PF (Foto: PF - DIvulgação)


A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (17) operação para desarticular as atividades de organização criminosa responsável por adquirir minério extraído ilegalmente nos Estados do Pará e Roraima. Três suspeitos foram presos em Goiás.


Segundo as investigações, o minério era extraído ilegalmente de terras indígenas situadas nos estados do Pará e Roraima (incluindo a Terra Indígena Yanomami).


Em seguida, membros específicos da organização criminosa transportavam o minério através de modal terrestre e aéreo para o estado de Goiás. Ao final, era negociado e entregue a joalheiros atuantes no Distrito Federal e no Estado de São Paulo.


A organização criminosa chegou a movimentar R$ 15 bilhões com extração ilegal de ouro.


Ao todo, 92 Policiais Federais cumpriram 33 mandados judiciais nos Estados de Goiás, Pará, São Paulo e no Distrito Federal, sendo 12 mandados de prisão preventiva e 21 mandados de busca e apreensão.


Além de determinação judicial do sequestro de 15 veículos de luxo (avaliados em mais de R$ 4 milhões) e de 9 aeronaves (avaliadas em mais de R$ 15 milhões).


Os crimes investigados são os de lavagem de capitais, usurpação de minérios da União, crime contra a ordem tributária e organizações criminosa.


32 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page