top of page

OAB quer garantir punição de suspeito de matar advogado após descobrir caso da mulher

Advogado criminalista Charlesman da Costa Silvano, de 37 anos, foi morto a tiros, em Alexânia. Suspeito de cometer o crime teve prisão em flagrante convertida para preventiva.


G1-Goiás

Charlesman da Costa Silvano, de 37 anos, morto a tiros em Alexânia — Foto: Rpeordução/OAB-GO


A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO) deve criar um grupo para acompanhar a investigação da morte do advogado e primo do prefeito de Alexânia, no Entorno do Distrito Federal. O presidente da entidade, Rafael Lara, afirma que o objetivo é garantir a condenação e punição do investigado.


Gilberto Gomes de Oliveira teve a prisão em flagrante convertida para preventiva neste domingo. Segundo a investigação, o crime teria sido cometido após Gilberto descobrir uma traição da esposa com o advogado enquanto ele estava preso.


O presidente afirma que o grupo será criado ainda nesta semana e deve atuar em todo o estado. Além disso, explica que ele será formado por conselheiros, presidentes de subseções e advogados criminalistas. “[Eles vão] acompanhar de muito perto os inquéritos e processos penais”, detalha Lara.


O crime

O advogado criminalista Charlesman da Costa Silvano, de 37 anos, foi morto a tiros na manhã do último sábado (12), em Alexânia. A vítima era primo do prefeito da cidade e era assessor jurídico da prefeitura.


Testemunhas disseram à polícia que o advogado parou a caminhonete que dirigia na zona rural e alguns minutos depois uma pessoa pilotando uma moto vermelha, parou ao lado do veículo e efetuou vários disparos.


Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Militar (PM) e da Polícia Técnico-Científica estiveram no local e uma perícia foi realizada antes de encaminhar o corpo para Águas Lindas de Goiás.

12 visualizações0 comentário
bottom of page