top of page

Ministério da Saúde abre quase 6 mil vagas para Mais Médicos

Governo diz priorizar Amazônia Legal e áreas consideradas de maior vulnerabilidade


Mais Goiás

(Foto: Reprodução)


O Ministério da Saúde abriu, nesta segunda-feira (22), um edital para 5.970 vagas no programa Mais Médicos, em quase 2.000 cidades. Há prioridade na abertura de vagas para áreas consideradas de maior vulnerabilidade social e onde há um vácuo na assistência. Dos profissionais selecionados, mil serão alocados na Amazônia Legal.


O programa terá benefícios para a atuação nas áreas de vulnerabilidade, por permanência e para profissionais que vieram do programa Fies. Quem for escolhido também poderá fazer curso de especialização, mestrado ou aperfeiçoamento na área de saúde da família.


“Uma das novidades é a oportunidade de especialização em medicina de família e comunidade e mestrado em saúde da família”, diz a pasta.


O edital aberto nesta segunda também amplia de 3 para 4 anos o vínculo do médico com o programa, tempo que pode ser prorrogado pelo mesmo período.


De acordo com o Ministério da Saúde, médicos brasileiros terão prioridade na seleção, mas também poderão participar brasileiros formados no exterior ou estrangeiros —para vagas não ocupadas por médicos com registro no Brasil.


Profissionais alocados em áreas de vulnerabilidade podem receber até R$ 120 mil de bônus se permanecerem na vaga pelos quatro anos. Já os formados pelo Fies podem receber, dependendo da situação, até R$ 475 mil extra.



9 visualizações0 comentário
bottom of page