top of page

Ex-presidente da Comurg diz que já iria renunciar o cargo para disputar Eleição de 2024

Comurg afirmou que o presidente Alisson Borges iria se afastar de qualquer forma por pretensão político eleitoral


Diário de Goiás

O movimento aconteceu após a operação da Polícia Civil que investiga o esquema de corrupção na Prefeitura de Goiânia. (Foto: Divulgação)



O presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Alisson Borges, renunciou o cargo. O movimento aconteceu após a operação da Polícia Civil que investiga o esquema de corrupção na Prefeitura de Goiânia, em que 32 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Paço Municipal nesta quarta-feira (21).


Por meio de nota, a Comurg se manifestou afirmando que colabora com as investigações da Polícia Civil e contribui para o acesso das equipes aos documentos necessários. Sobre a renúncia, a Companhia informou que o presidente Alisson Borges possui “pretensão político eleitoral no ano de 2024, razão pela qual já teria que se desincompatibilizar do cargo até o dia 6 de abril”.


“Sendo assim resolveu antecipar sua saída, apresentando nesta data ao prefeito Rogério Cruz, seu pedido de renúncia do cargo”, afirma a nota.


Operação


Por meio da Delegacia Estadual de Combate à Corrupção (Deccor), a Polícia Civil de Goiás deflagrou na manhã de quarta a operação Endromidas, que visa investigar supostas fraudes em licitações da Prefeitura de Goiânia, investigando 25 pessoas. Diversos órgãos da administração municipal são alvos, inclusive a Comurg.


As investigações apontam que a Comurg, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra), a Secretaria Municipal de Administração (Semad) e a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) supostamente tinham núcleos compostos por servidores responsáveis por licitações e contratos fraudados.


Afastamento


Durante coletiva de Imprensa para prestar esclarecimentos sobre a operação, o prefeito Rogério Cruz informou que o presidente da Comurg seria afastado do cargo. A declaração aconteceu após a polícia divulgar que encontrou quase R$ 500 mil em espécie, cartões de crédito e relógios de luxo na casa de Alisson.


“O único nome que nós temos até momento é o nome do presidente Alisson. Claro que ele deve dar a sua resposta para a sociedade, mas como gestor público e majoritário da empresa, então já determinei (o afastamento) para que Conselho de Administração da empresa se reúna para que possamos tomar determinadas providências cabíveis com toda a diretoria executiva da empresa”, disse Rogério.





18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page