top of page

Zé Roberto diz ter perdido uma filha após morte de Walewska

Técnico da Seleção Brasileira de vôlei se diz sem chão após morte de Walewska: “A gente perde a noção de muita coisa”


Metrópoles


José Roberto Guimarães e Walewska, atleta de vôlei que morreu nessa quinta (21/9), tiveram anos de relação. Juntos, conquistaram títulos importantes como o ouro nas Olimpíadas de Pequim. Porém, a relação de amizade, de pai e filha, ia muito além das quadras.


“Ela era excepcional. Todo técnico, toda comissão gostaria de ter uma atleta como ela. Madura, tranquila, mas com uma vontade de fazer e realizar as coisas incrível. A gente fica sem chão. A gente perde a noção de muita coisa. Eu perdi uma filha. Eu perdi uma filha. É muito duro. É um momento para nós muito difícil”, desabafou em entrevista à Globo.


“É um momento muito difícil, muito complicado. Estávamos perto de ir para o vídeo quando chegou a notícia do que tinha acontecido. A gente não sabia ainda exatamente. Nós preferimos, naquele momento, de não falar absolutamente nada”, explicou.


“Não era o momento adequado até a gente entender um pouco o que estava acontecendo. Um pouco antes do jogo que a gente falou sobre o que tinha acontecido. Colocar tarja, enfim. É um momento de muita tristeza e dificuldade para todo mundo”, completou.


Para Zé Roberto, Walewska foi um exemplo dentro e fora de quadra e que lembrará com saudades dos momentos vividos juntos.


E após derrota para a Turquia, Zé Roberto contou que o grupo ainda vai tentar lidar com a perda de Walewska.


“Vamos deixar esse momento, esse jogo e conversar com o grupo sobre essa situação. Está todo mundo muito triste com o que aconteceu, com a perda da Walewska, com a perda do jogo. Conheci a Walewska e sei que, se ela tivesse aqui, ela pediria para todo mundo jogar por ela. Foi isso o que a gente tentou fazer. Elas correram por ela, a gente só tem de lamentar e rezar muito”, revelou.

3 visualizações0 comentário
bottom of page