top of page

Vila Nova joga mal, Aparecidense marca duas vezes e abre vantagem na semifinal

Robert e Igor Torres marcaram os gols da vitória do Camaleão no Annibal Batista de Toledo



Mais Goiás

Henrique Almeida lamenta sob a observação de Vanderley no Annibal Toledo. Foto: Heber Gomes - Mais Goiás



A Aparecidense saiu em vantagem no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Goiano. O Camaleão recebeu o Vila Nova na tarde deste sábado (16), no estádio Annibal Batista de Toledo, e levou a melhor por 2 a 0, com gols de Robert e Igor Torres.


Com esse resultado, a Cidinha pode perder no duelo de volta por até um gol de diferença, que irá avançar para a final. O Colorado viu cair sua sequência de 12 partidas sem perder e agora tem dois clássicos contra o Goiás pela frente.


O primeiro lance do jogo foi uma chegada do Vila Nova que passou perto de abrir o placar. Luciano Naninho recebeu próximo à grande área e tocou para Alesson, que finalizou ao lado do gol defendido por Pedro Henrique. Após esse lance, o Colorado manteve mais tempo no campo do adversário, com mais posse de bola e buscava abrir o placar.


Apesar disso, quem saiu na frente do placar foi a Aparecidense. Em uma bola roubada no campo de defesa, Robert acionou Igor Torres, que carregou pelo lado direito e cruzou na pequena área, o próprio Roberto apareceu sozinho na pequena área e desviou para o fundo da rede, para a comemoração da torcida do Camaleão no Annibal Toledo.


A Aparecidense não deu tempo para o Vila Nova se recuperar dentro do jogo, e o Camaleão conseguiu ampliar o placar. Os donos da casa recuperaram a bola no campo de defesa e a bola chegou em Igor Torres na ponta direita, o atacante entrou na diagonal, fingiu o chute duas vezes e cortou a marcação para sair cara a cara com Dênis Jr e apenas tocou na saída do goleiro, para marcar o segundo da Cidinha.


No segundo tempo, o Vila Nova se lançou para o campo de ataque em busca de ao menos diminuir o prejuízo diante da Aparecidense. Os donos da casa, com a vantagem no placar, aproveitaram para tentar tirar a velocidade do jogo ao máximo.


O Camaleão então abaixou a linha da equipe e tentou aproveitar os espaços da zaga Colorada. Em um determinado lance, Igor Torres passou pela zaga do Tigre e caiu na área, reclamando de um puxão de Roberto, mas o árbitro Jefferson Ferreira nada marcou.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page