top of page

Vento forte causa prejuízos em plantação de milho de Rio Verde

Para os próximos dias, a previsão é de chuvas na região acompanhadas por vezes de ventos e raios




Olha Goiás




O produtor Richard Ferrel, de Rio Verde, teve uma surpresa desagradável ao inspecionar os campos na manhã desta terça-feira (19). Uma tempestade repentina, acompanhada de ventos fortes, causou o tombamento de parte significativa de seu cultivo de milho em fase de V8.


No dia anterior, 18, as condições climáticas quentes e úmidas na região propiciaram a formação de nuvens carregadas, comuns durante o verão. Por volta das 16h, a combinação desses elementos resultou em ventos intensos, capazes de derrubar os pés de milho, como registrado em vídeo pelo próprio produtor.


Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) apontam que, às 16h do dia 18, foi registrada uma rajada de vento de 23km/h. Estações monitoradas pelo SIAG/CEAGRE-CEMPA indicam dois momentos de rajadas acima da média, sendo o mais forte na madrugada do dia 18/03 e outro no final da tarde, com velocidades variando entre 15 km/h e 32 km/h. No entanto, ressalta-se que tais registros podem ter sido ainda mais altos na localidade afetada.


Tendência do clima


Para os próximos dias, a previsão é de mais chuvas na região. Segundo os meteorologistas da Climatempo, a umidade presente na atmosfera contribuirá para a formação de nuvens carregadas, resultando em pancadas de chuva, acompanhadas por vezes de ventos e raios.


Essas condições climáticas devem persistir até o sábado, dia 23, quando uma frente fria avançará pelo centro-sul do Brasil, trazendo consigo mais umidade e, consequentemente, mais chuvas para a região central do país. Essa chuva será fundamental para manter a umidade do solo e favorecer o desenvolvimento das lavouras de milho segunda-safra, contribuindo assim para amenizar os prejuízos causados pelos ventos fortes.

26 visualizações0 comentário

コメント

コメントが読み込まれませんでした。
技術的な問題があったようです。お手数ですが、再度接続するか、ページを再読み込みしてださい。
bottom of page