top of page

Universitário suspeito de agarrar colega de faculdade é solto e terá de usar tornozeleira, diz defesa

Câmeras de monitoramento do corredor registraram o momento em que o aluno agarra a jovem e a empurra para dentro de uma sala vazia. Ela conseguiu escapar e denunciar ocorrido.




G1-Goiás

Universitário é preso após ser filmado agarrando colega em corredor de faculdade, em Rio Verde, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera




O estudante universitário preso em flagrante suspeito de importunar sexualmente uma colega no corredor de uma faculdade em Rio Verde, no sudoeste goiano, foi solto após passar por audiência de custódia e terá de usar uma tornozeleira eletrônica. A informação foi confirmada pela defesa do estudante.


O homem foi solto na quinta-feira (25). Câmeras de monitoramento do corredor registraram o momento em que o aluno de 34 anos agarra a jovem, de 18, que tenta se soltar, mas é empurrada para dentro de uma sala vazia.


'Ela já está usando monitoramento eletrônico e deve comparecer mensalmente ao fórum para informar e justificar suas atividades", explicou o advogado Alessandro Gil Moraes Ribeiro.


O caso aconteceu na manhã de terça-feira (23). À polícia, a vítima relatou que o suspeito a chamou para conversar sobre um trabalho da faculdade e quando os dois chegaram em uma parte do corredor, ele a empurrou com força para dentro de uma sala vazia e escura, ocasião em que passou a mão em suas partes íntimas e a beijou sem o seu consentimento


Segundo a delegada responsável pelo caso, Taísa Antonello, após receber a denúncia, uma equipe saiu em busca de prender o estudante, mas ele se apresentou à delegacia, momento em que recebeu a voz de prisão.


Ele estava bem descontrolado e gritando, falando ao diretor que ela tinha dado moral para ele, que ela tinha se insinuado para ele e que o diretor lá era homem e sabia como funcionava”, explicou a delegada.


De acordo com Taísa, o diretor da faculdade já foi ouvido e o estudante deve ser indiciado por importunação sexual. O inquérito deve ser concluído na próxima semana. Nós ouvimos o diretor da faculdade e ele [o estudante] vai ser indiciado pela importunação. Acredito que até semana que vem a gente já conclui esse inquérito”, afirmou a delegada.


Em nota, os advogados Alessandro Gil Moraes Ribeiro e Danilo Marques Borges, afirmaram que não vão dar detalhes sobre o caso que está em segredo de justiça.

79 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page