top of page

Tite promete não trabalhar no Brasil e estuda inglês por chance na Europa

Globo Esporte



Mais de três meses após a eliminação com a seleção brasileira nas quartas de final da Copa do Mundo, o técnico Tite ainda tenta cicatrizar a ferida aberta no Catar. Ao longo desse período, ele permaneceu recluso em sua casa no Rio de Janeiro e fez uma promessa à mulher, Rosmari Bachi: não assumir nenhum clube brasileiro em 2023.

Isso não quer dizer que Tite pretende tirar um período sabático, tal qual foi em 2014. O técnico tem o desejo de trabalhar na Europa, de preferência em um clube, não em uma seleção.

Logo após o Mundial, o treinador recebeu uma oferta para assumir a seleção da Coreia do Sul, mas recusou.

De olho em uma oportunidade no futebol europeu, Tite começou a estudar inglês, com aulas específicas para o vocabulário futebolístico. Ele já tem conhecimento do italiano e do espanhol e entende que dominar o idioma é condição importante para desempenhar um bom trabalho no exterior.

A pessoas próximas, o treinador confidenciou que já está com saudade do trabalho. Após seis anos na Seleção, ele entende que o momento é de voltar a um clube. A rotina diária de treinamentos, proporcionando maior convívio com os atletas, é algo que ele sente falta e gostaria de vivenciar novamente.

As dores que sente no joelho não são um impeditivo para o retorno. Como emagreceu, o técnico consegue lidar com o incômodo e acredita que pode esperar pelo menos mais dois anos até realizar uma cirurgia no local.

Gilmar Veloz, empresário de Tite, é o responsável por prospectar interessados e negociar contratos.


Pra baixo


A derrota nos pênaltis para a Croácia, nas condições que ocorreu, foi um dos mais duros golpes sofridos por Tite em mais de 30 anos de carreira. Ao voltar para o Brasil, o técnico quis rever a partida na íntegra.

– O jogo sempre me mostrou o que precisava ser feito. Uma superioridade no meio de campo, um ajuste do lado esquerdo, uma correção do lado direito... Dessa vez, não. O jogo me escondeu. A gente estava com o domínio – lamentou Tite, em conversa com amigos.

O treinador se chateou com comentários que leu e ouviu. Um deles, do ex-jogador Neto, causou indignação e fez com que ele tomasse medidas judiciais. Na semana passada, advogados de Tite apresentaram uma queixa-crime contra o comentarista da TV Bandeirantes.

Como desgraça pouca é bobagem, como diz o ditado, o técnico ainda sofreu um assalto enquanto caminhava durante uma manhã na Barra da Tijuca.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page