top of page

Tiroteio de PMs com suspeitos de planejar assaltos a agências bancárias deixa 4 mortos em Goiás

Áudios revelam que os suspeitos planejavam explodir os caixas eletrônicos. O Serviço de Inteligência identificou o veículo e a rota dos suspeitos


G1-Goiás

Suspeitos planejavam assaltar agências bancárias em quatro cidades, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Militar


Quatro homens suspeitos de planejar assaltos a agências bancárias morreram na madrugada desta quarta-feira (7) após uma troca de tiros com as equipes do Comando de Operações de Divisas (COD) da Polícia Militar (PM). Áudios divulgados pela corporação revelam que os suspeitos planejavam render os guardas das instituições e explodir os caixas eletrônicos.


Os nomes dos suspeitos não foram divulgados e, por isso, o g1 não localizou a defesa deles para um posicionamento até a última atualização desta matéria. De acordo com a PM, os quatro homens chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Eles planejavam assaltar agências em Piracanjuba, Morrinhos, Professor Jamil e Pontalina, no sul de Goiás.


O tenente Gabriel Moreira, do COD, explica que o comando recebeu informações do Serviço de Inteligência da PM e da Polícia Penal sobre o planejamento do crime e o provável veículo, rota e horário dos suspeitos. “Com essas informações, nós realizamos uma operação na região e um bloqueio policial na rodovia GO-217, que seria a rota deles”, explica.


Segundo o tenente, durante a madrugada desta quarta-feira, os suspeitos passaram pelo local e, ao perceber a presença dos policiais, tentaram fugir. “Eles quase atropelaram os policiais que estavam na pista e, neste momento, as equipes começaram uma perseguição”, conta. Segundo a PM, os suspeitos fizeram vários disparos, que atingiram uma das viaturas.


Durante a fuga, o motorista perdeu o controle e capotou o carro. “Nesse momento, eles desembarcaram do veículo e continuaram atirando contra as equipes, que revidaram”, relata Moreira. Na troca de tiros, os quatro suspeitos foram atingidos e, apesar de serem socorridos, morreram. A PM afirma que eles têm diversas passagens por roubos e homicídios.


Moreira ainda detalha que, durante as buscas no carro, que tinha a placa adulterada, os policiais encontraram materiais explosivos no porta-malas. “Nós abrimos o porta-malas e lá dentro tinha uma mochila com os artefatos. Então, pedimos apoio do Esquadrão de Bombas do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), que fez a detonação controlada no local”, finaliza.

94 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page