top of page

Time menos valioso das oitavas, Austrália desafia favorita Argentina

Por: Globo Esporte

Lautaro Martínez, atacante da Argentina, tem valor de mercado superior a todo o elenco da Austrália — Foto: Arte: Infoesporte

Em uma Copa de resultados surpreendentes na fase de grupos, talvez a maior zebra tenha vindo do Grupo D, com a classificação em segundo lugar da Austrália, à frente da Tunísia e, principalmente, da Dinamarca. Agora, os Socceroos serão colocados à prova no duelo mais "desequilibrado" das oitavas de final, neste sábado, às 16h (horário de Brasília), contra a Argentina.

Das 16 seleções classificadas à próxima fase, a da Austrália é a que tem o menor valor de mercado, de acordo com o CIES Football Observatory, e o terceiro menor entre as 32 equipes da Copa de 2022, à frente apenas do Catar e da Costa Rica.

Do outro lado, estará a Argentina, uma das favoritas ao título e dona do nono elenco mais valioso do Mundial de 2022, no avaliação do CIES. A soma dos valores dos 26 argentinos convocados é de 748 milhões de euros (R$ 4 bilhões), quase 20 vezes acima dos 38 milhões de euros (R$ 207 milhões) do elenco australiano. A diferença em valor de mercado é de incríveis 710 milhões de euros (R$ 3,8 bi).

Jogador mais caro da Argentina, avaliado em 99 milhões de euros pelo CIES (R$ 539 milhões), o atacante Lautaro Martínez, da Inter de Milão, vale sozinho 2,6 vezes a soma dos 26 atletas da seleção adversária nas oitavas. O jogador com maior valor de mercado da Austrália é o camisa 10 Ajdin Hrustric, do Hellas Verona: 7 milhões de euros (R$ 38 milhões).


Seis australianos atuam na segunda divisão


O CIES avalia cada jogador de acordo com idade, duração do contrato, experiência, momento atual e o clube que defende. Por este último critério, a seleção australiana também confirma a fama de surpresa das oitavas: os 15 jogadores convocados que atuam na Europa defendem apenas clubes medianos. Oito jogadores atuam em times australianos, dois no Japão e um nos Estados Unidos. Dos 26 convocados, seis vêm de times que disputam atualmente a segunda divisão em seus países.

Dos que jogam na Europa, apenas dois jogadores disputaram na atual temporada a fase de grupos da Champions League, o goeliro Mat Ryan, do Copenhagen, e o meia Aaron Moy, do Celtic - os dois clubes terminaram em último lugar nas suas chaves e não irão sequer para a Liga Europa.

O único jogador com um título relevante recente é o meia Hrustic, campeão da Liga Europa com o Eintracht Frankfurt na temporada passada, antes de se transferir para o Hellas Verona. Nenhum deles jamais conquistou um título de primeira divisão em alguma das seis principais ligas nacionais da Europa (Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, França e Portugal).

Já a Argentina alinha no time titular astros internacionais como Ángel di María, da Juventus, com passagens vitoriosas por Real Madrid e Paris Saint-Germain; Lautaro Martínez campeão italiano com a Inter de Milão em 2021; e um camisa 10 chamado Lionel Messi, que dispensa apresentações.

8 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page