top of page

Suspeito de causar acidente que matou quatro policiais é preso na BR-153

Segundo o laudo, a conclusão de que o caminhão invadiu a pista contrária pôde ser feita a partir de marcas de pneu no asfalto



Mais Goiás

Policiais militares do COD que morreram em acidente na BR-364 - Cabo Diego Silva de Freitas, 1º Sargento Liziano José Ribeiro Junior, Subtenente Gleidson Rosalen Abib e 3º Sargento Anderson Kimberly Dourado (Fotos: Reprodução/Redes sociais)





O motorista do caminhão envolvido no acidente que matou quatro policiais militares do Comando de Operações de Divisas (COD) foi preso na tarde de sexta-feira (10), durante ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.


O motorista, que tinha mandado de prisão expedido pela Justiça do Estado aberto. Ele foi detido no final enquanto conduzia um caminhão carregado com soja, oriundo de Porangatu com destino a Santos, na BR-153, no trecho que liga Morrinhos a Itumbiara.


Após a prisão, o homem foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de exame de corpo de delito e, posteriormente, encaminhado ao presídio de Sarandi, situado no sul do estado.


Laudo aponta que caminhão invadiu pista contrária


Um laudo da perícia sobre o acidente que matou quatro policiais do Comando de Operações de Divisas (COD), na noite de 24 de abril deste ano, aponta que o caminhão envolvido na colisão invadiu a contramão da pista da BR-364, em Cachoeira Alta, na região Sudoeste de Goiás.


Segundo o laudo, a conclusão de que o caminhão invadiu a pista contrária pôde ser feita a partir de marcas de pneu no asfalto, que indicam a direção de cada veículo envolvido no acidente.


“O condutor da unidade veicular V1, cujo no registro no disco tacógrafo indicou a velocidade entre 110km/h e 120km/h, derivou, ou permitiu que sua unidade derivasse à esquerda de seu sentido de marcha invadindo a faixa na qual trafegava a unidade veicular V2″, aponta o laudo.

50 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page