top of page

Suspeito de assédio em ônibus é espancado por mulheres e arrastado até batalhão da PM em SP

Sem registro de ocorrência, homem foi liberado


Mais Goiás


Um homem suspeito de assediar sexualmente passageiras dentro de um ônibus em São Paulo foi agredido com socos e chutes por ao menos duas mulheres. O veículo que fazia o itinerário Unisa-Campus 1/Terminal Santo Amaro.


O caso ocorreu na avenida Senador Teotônio Viela, nas proximidades do autódromo de Interlagos, na zona sul da capital, e foi registrado em vídeos.


Em uma das imagens é possível ver o homem sentado em um dos bancos ser atingido por socos e chutes dados por duas mulheres. Elas também o xingam. Enquanto isso, outros passageiros pedem calma.


Uma das agressoras afirma que, por ser mulher, passa por isso todos os dias. Ela acrescenta ser mãe de uma adolescente de 15 anos.


Um outro vídeo já mostra o homem fora do ônibus e na porta de um batalhão da PM. Caído, ele recebe mais chutes. Duas mulheres o pegam pela blusa e o arrastam por alguns metros até a entrada do posto policial nos fundos do autódromo. Uma terceira mulher acompanha o trajeto até os policiais.


A SSP (Secretaria da Segurança Pública) disse que a Polícia Militar foi procurada por três mulheres conduzindo um suspeito na manhã de segunda (31). A SPTrans, responsável pelo transporte na cidade, afirmou que a ocorrência aconteceu por volta das 15h30 de sábado (29).


Em nota, a secretaria disse que os PMs orientaram as vítimas a registrar o caso em uma delegacia. No entanto, elas teriam desistido e o suspeito acabou liberado.


A SPTrans disse repudiar o assédio dentro do transporte público e declarou trabalhar na prevenção e combate aos casos de violência sexual nos ônibus do sistema municipal de transporte.

30 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page