top of page

STJD nega pedido de efeito suspensivo a sete jogadores punidos por manipulação

Auditor Paulo Feuz não acatou solicitação feita pelos jogadores: Nino Paraíba, Bryan Garcia, Diego Porfírio , Vitor Mendes, Thonny Anderson, Dadá Belmonte e Igor Carius.


Globo Esporte

Julgamento sobre manipulação de resultados no STJD, depoimento de Alef Manga — Foto: Raphael Zarko / ge



O auditor do Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Feuz, não acatou o pedido de efeito suspensivo impetrado por sete atletas punidos em primeira instância por manipulação em jogos do Campeonato Brasileiro do ano passado.


No último dia 9, foram punidos, com penas que variam ente 720 dias de suspensão a multa, os seguintes jogadores: o lateral-direito Nino Paraíba (hoje no Paysandu), o volante Bryan Garcia (atualmente no Independiente Del Valle), o lateral-esquerdo Diego Porfírio (Guarani) , o zagueiro Vitor Mendes (Fluminense), o meia Thonny Anderson (ABC), o atacante Dadá Belmonte (Chornomorets, da Ucrânia) e lateral-esquerdo Igor Carius (no Sport).


Dos atletas apenados no julgamento do dia 9, não entraram com pedido de efeito suspensivo o atacante Alef Manga e o lateral-esquerdo Sávio Alves, ambos com penas de 360 dias e multa de R$ 30 mil

Confira todas as punições:

  • Nino Paraíba - punido 480 dias e multa de R$ 40 mil

  • Igor Cariús - 540 dias e multa de R$ 50 mil

  • Bryan Garcia - 360 dias e multa de R$ 30 mil

  • Diego Porfírio - 360 dias e total em multa de R$ 70

  • Vitor Mendes - 430 dias e multa de R$ 40 mil

  • Dadá Belmonte - 720 dias e R$ 70 mil

  • Thonny Anderson - sem gancho, mas multa de R$ 40 mil


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page