top of page

STJD denuncia John Textor por não entregar provas sobre corrupção

Em entrevista, o dono da SAF do Botafogo afirmou ter provas sobre um esquema de corrupção no futebol brasileiro



Metrópoles




O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou John Textor, dono da SAF do Botafogo, por não apresentar supostas provas que houve um esquema de corrupção envolvendo árbitros e que teria influenciado no resultado do Campeonato Brasileiro do ano passado. Caso seja condenado, Textor terá que pagar uma multa de R$ 100 mil, além da possibilidade de ser suspenso por até um ano. A informação é do O Globo.


A denúncia foi feita pela procuradoria-geral do STJD e tem como base as declarações do norte-americano no início de março, quando Textor afirmou que tinha provas de que havia um esquema de corrupção no futebol brasileiro. Em entrevista após vitória do Glorioso diante do Red Bull Bragantino pela pré-Libertadores, ele afirmou ter gravações de árbitros se queixando pela falta de pagamento.


Logo após a fala, o Palmeiras entrou com um processo contra o dirigente, por ter sido citada como beneficiada, já que a equipe terminou o Brasileirão como campeã. O STJD intimou Textor para que ele apresentasse as provas em questão. O material, no entanto, nunca foi apresentado por John Textor. Ele foi denunciado no artigo 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.


No último dia 14 o pleno do tribunal chegou a se reunir para votar na possibilidade de uma suspensão provisória de Johns Textor, que não foi aprovada.

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page