top of page

Secretaria de Saúde confirma 5ª morte por gripe em Goiás

Vítima era moradora de Iporá, com idade entre 40 e 49 anos, segundo a Secretária Estadual de Saúde. Estado já registrou cinco mortes pela doença desde fevereiro.


G1-Goiás

Vacinação em Goiânia — Foto: Divulgação/SES-GO


Depois de confirmar a 4ª morte pelo vírus da influenza, na segunda-feira (17), a Secretaria Estadual Saúde (SES) informou que mais uma vítima da gripe foi identificada, nesta terça-feira (18), em Iporá, no oeste goiano. Ao todo, o estado soma quatro óbitos por Influenza e um por H1N1 desde fevereiro, quando foi registrada a primeira morte.


A 5ª vítima, conforme a Superintendente de Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim, é uma mulher que tem entre 40 e 49 anos. Ela explica que a pasta investiga se a mulher possuía comorbidades que possam ter potencializado a doença.


Para Flúvia, é necessário que o público alvo da campanha de vacinação comece a procurar os pontos de imunização para receber a dose, diminuindo as chances de novas vítimas serem registradas. Atualmente, o estado vive uma baixa procura pelo imunizante.


Segundo a SES, o público alvo é formado por pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, indígenas, crianças de 6 meses a 6 anos, professores, pessoas com comorbidades, trabalhadores do transporte coletivo, portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas, servidores do sistema carcerário, população privada de liberdade e adolescentes que cumprem medida socioeducativa.


“Neste momento, a gente precisa prioritariamente vacinar as pessoas que têm um maior risco de ter formas mais graves. Temos até o dia 31 de maio para vacinar esses grupos prioritários. Sendo possível, a gente pode ampliar para outros grupos. A validade desta vacina vai até o ano que vem”, explicou.


Mortes

A SES confirmou, nesta segunda-feira, a morte de mais uma pessoa pelo vírus Influenza. A vítima era uma criança que morava em Formosa, no Entorno do Distrito Federal.


De acordo com a SES, as mortes foram registradas em quatro cidades: Goiânia (2), Formosa (1), Senador Canedo (1) e Iporá (1). A idade das vítimas varia entre 5 meses a 49 anos.

10 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page