top of page

Real Madrid se posiciona contra racismo a Vinícius Junior

Globo Esporte


O Real Madrid se posicionou, na manhã desta segunda-feira, contra o racismo sofrido por Vinícius Junior na Espanha. O clube espanhol afirma que acionou a Procuradoria-Geral do Estado por crime de ódio e discriminação.

"O Real Madrid CF manifesta a sua mais forte repulsa e condena os acontecimentos ocorridos ontem contra o nosso jogador Vinícius Junior.

Esses fatos constituem um ataque direto ao modelo de convivência de nosso Estado social e democrático de direito.

O Real Madrid considera que tais ataques também constituem um crime de ódio, razão pela qual apresentou a denúncia correspondente à Procuradoria-Geral do Estado, especificamente à Procuradoria contra crimes de ódio e discriminação, para que os fatos sejam investigados e apuradas as responsabilidades.

O artigo 124 da Constituição espanhola estabelece as funções do Ministério Público para promover a ação da justiça em defesa da legalidade e dos direitos dos cidadãos e do interesse público.

Por este motivo, e dada a gravidade dos factos ocorridos, o Real Madrid recorreu à Procuradoria Geral do Estado, sem prejuízo do seu carácter privado no processo que está a ser instaurado", disse o Real Madrid em nota oficial.


O racismo em Valencia x Real Madrid


No domingo, Vini acusou parte da torcida do Valencia de chamá-lo de "macaco" no segundo tempo. O jogo chegou a ficar paralisado por cerca de oito minutos. Nos minutos finais, o brasileiro foi expulso após confusão com o goleiro Mamardashvili.

Após a partida, o brasileiro usou as redes sociais para dois posicionamentos diferentes. Em um deles, o atacante disse que sua expulsão foi um "prêmio por sofrer racismo". O atacante ironizou a postura da liga ao compartilhar o slogan da entidade que rege o Campeonato Espanhol.

LaLiga tinha registrado até o fim de março oito reclamações na Justiça por racismo contra Vinicius Junior nesta temporada. A liga espanhola criou em fevereiro uma comissão específica para lidar com casos relacionados ao brasileiro.

Em nota divulgada após a partida deste domingo, LaLiga declarou que vai investigar os "incidentes" ocorridos no estádio Mestalla. A liga também informou que já solicitou todas as imagens disponíveis para investigar o caso e, caso necessário, vai tomar "todas as medidas cabíveis".

O Valencia, por sua vez, emitiu comunicado condenando "qualquer tipo de insulto, ataque no futebol". O clube se declarou contrário à violência física e verbal nos estádios e lamentou o ocorrido no jogo contra o Real Madrid. Porém, classificou o caso como "episódio isolado" e prometeu tomar "as medidas mais severas" após investigação. Além disso, condenou qualquer ofensa e pediu "respeito máximo" à sua torcida.

3 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page