top of page

Psicólogo e filho de policial militar, homem de 29 anos é morto a facadas durante assalto em Goiânia

Henrique Rozendo havia saído para colocar um piercing nas proximidades do parque. Polícia trabalha com a hipótese de latrocínio.


G1-Goiás

Henrique Rozendo era psicólogo e tinha 29 anos — Foto: Reprodução/Redes Sociais


O filho de um policial militar, Henrique Augusto Rozendo, de 29 anos, foi morto próximo ao Parque Mutirama, no Setor Central, em Goiânia, no fim da tarde desta segunda-feira (20). A Polícia Civil (PC) trabalha com a suspeita de crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, mas as investigações continuam.


Nenhum suspeito ainda foi preso pela polícia.


Segundo informações da mãe de Henrique, Keila, ele havia saído de casa por volta das 15h30 para colocar um piercing na região central de Goiânia. Quando foi por volta de 18h30 a mãe de Henrique recebeu uma ligação informando que ele havia sido esfaqueado.


Henrique, que era psicólogo, foi encontrado ainda vivo, com ferimentos de duas facadas nas costas, por um homem que passava por ali no momento e ouviu o pedido de socorro do jovem, O homem chamou o SAMU e a pedido do filho do PM, ligou para a mãe da vítima para informar o que tinha acontecido. Foi ela quem avisou a polícia.


Segundo informações da mãe de Henrique para a TV Anhanguera, ele havia saído de casa levando o celular e a carteira que não estavam mais com ele, além disso, ela ainda contou que o filho tinha o costume de reagir a assaltos, por isso a polícia trabalha com a hipótese de latrocínio.


O velório do psicólogo aconteceu no Cemitério Parque Memorial de Goiânia e o enterro foi às 16h30

70 visualizações0 comentário
bottom of page