top of page

Proposta aprovada por LFF em assembleia é do fundo Serengeti

Globo Esporte


Reunião da LFF na sede do Fluminense nesta quarta-feira — Foto: Divulgação


A Liga Forte Futebol do Brasil (LFF) anunciou na quarta-feira a aprovação em assembleia de uma proposta inicial de um fundo de investimentos americano para aquisição dos direitos do bloco. Trata-se do Serengeti Asset Management, baseado em Nova Iorque.

Dirigentes afirmaram ao deixar a reunião na sede do Fluminense que a proposta é melhor, tanto em termos financeiros, quanto em divisão de receitas, do que a feita pela Mubadala Capital à Liga do Futebol Brasileiro (Libra), no valor de US$ 900 milhões - para aquisição de percentual entre 10% e 20% da associação.

Porém, o Serengeti Asset Management tem sob sua administração um total de US$ 1,3 bilhão. Ou seja, o aporte na liga representaria cerca de 70% desse capital. Mas, de acordo com pessoas diretamente envolvidas nas negociações, investidores que compõe o fundo já teriam comprometido recursos especificamente para garantir o investimento na LFF sem necessidade de captação de dinheiro no mercado.

- É a melhor proposta em termos de números também, comparada ao que já chegou no cenário em termos de liga no futebol brasileiro. E cabe entrar outra proposta depois melhor do que ela, o próprio contrato permite isso, não é algo que amarra, mas garante já para os clubes uma receita, uma perspectiva de investimento - disse Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, ao deixar a sede tricolor.

O prazo estipulado pela LFF para conclusão das tratativas é de até 90 dias. Nesse período, mesmo com a aprovação da proposta inicial do Serengeti Asset Management, a entidade tem liberdade de analisar e seguir negociação com outros interessados no caso de ofertas superiores. A prioridade, contudo, é do grupo americano.

O fundador do Serengeti Asset Manager é Joseph "Jody" LaNasa, formado em Direito em Harvard. Ele já foi sócio no banco Goldman Sachs, onde liderava um grupo de investimentos especiais com controle de capital multibilionário. Em seu site, ao descrever suas estratégias, o fundo explica: "O Serengeti investe e constrói plataformas financeiras para ativos atrativos, mas complexos, que outros negligenciam. Nossas soluções de capital buscam essas oportunidades através de estruturas de acordo personalizadas".

Em material enviado para apresentação à LFF, o fundo diz que suas atividades com foco em esportes e mídia, já tendo participado de situações complexas relativas à mídia no Brasil, Argentina e Chile. O Serengeti afirma também que no seu time de conselheiros há pessoas com experiência no esporte, mídia e entretenimento, tendo participado de transações como o financiamento do Tottenham Hotspurs e Leeds United, e da venda de direitos de transmissão do Manchester United. O grupo também diz ter feito aquisições na Fórmula 1, além das ligas espanhola, francesa e holandesa de futebol.

Na nota oficial emitida na quarta-feira, a LFF afirma: "A Liga Forte Futebol (LFF) aprovou, por unanimidade, em Assembleia Geral Extraordinária, com a presença de todos os clubes filiados, a proposta de um fundo de investimentos, apresentada pela XP Investimentos. Essa proposta aprovada é válida para os clubes da LFF de forma independente e também para uma eventual liga única de 40 clubes. A expectativa da LFF é de conclusão de toda a negociação de investimento em até 90 dias".

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page