top of page

Projeto que cria a Delegacia Estadual da Mulher é aprovado na Alego

Medida faz parte de política para conter o avanço dos crimes de feminicídio em Goiás, que subiram 58% em 2022


Mais Goiás

Mesa Diretora da Alego ( Foto: Maykon Cardoso - Divulgação)


Os deputados estaduais aprovaram projeto da Governadoria que cria a Delegacia Estadual de Atendimento Especializado à Mulher (DEAEM), em sessão realizada na tarde de terça-feira (28), na Assembleia Legislativa (Alego).


A matéria propõe que a nova estrutura seja criada na Delegacia-Geral da Polícia Civil, mediante a transformação da 1ª e da 2ª Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher de Goiânia.


Durante a votação, no entanto, o deputado Mauro Rubem (PT) destacou que a 2ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) é uma das mais produtivas, mas, com o projeto, será transformada em anexo da delegacia estadual.


“Na prática, no nosso entendimento, a Deam da Região Noroeste, que tem atendimento imenso, transforma em sede estendida. Onde tínhamos duas delegacias, passamos a ter uma… No nosso entendimento está condenada à extinção. A 2ª Deam bateu recorde de atendimento de todas as especializadas”, disse Mauro Rubem salientando que votou a favor do projeto.


O governador Ronaldo Caiado (UB) assinou o projeto de lei que cria a Delegacia Estadual de Atendimento Especializado à Mulher (Deaem), no início de março. A justificativa do governo é que a criação ajudará o Estado a ter mais presença para fortalecer o combate à violência contra a mulher.


A medida foi anunciada durante posse da cúpula da Segurança Pública, realizada no início de fevereiro. E faz parte de política para conter o avanço dos crimes de feminicídio em Goiás, que subiram 58% em 2022 em relação a 2021. O que destoa dos demais índices de violência no Estado e requer atenção do governo estadual.

10 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page