top of page

Professora que foi demitida após ter fotos nuas vazadas por alunos diz que foi recontratada

Bruna Flor de Macedo Barcelos ficou mais de 5 meses desempregada. Segundo professora, contrato anterior à demissão passará a valer novamente.




G1-Goiás

Professora denuncia que foi demitida após ter fotos nua vazadas por estudantes, em Valparaíso de Goiás — Foto: Divulgação/Bruna Barcelos





A professora de história Bruna Flor de Macedo Barcelos, que denunciou demissão após ter tido fotos nuas vazadas por estudantes, disse que foi recontratada para trabalhar na rede estadual em Goiânia. A professora ficou mais de 5 meses desempregada.



A professora contou que documento de readmissão foi assinado na tarde desta segunda-feira (15). A previsão é que ela inicie o trabalho na nova instituição de ensino na terça-feira (16).


Segundo a professora Bruna, o contrato anterior à demissão passará a valer novamente. Ela foi demitida em novembro de 2023.


Em nota enviada em março, a Seduc alegou que Bruna foi contratada em regime emergencial para suprir uma demanda da unidade escolar e que o desligamento dela ocorreu devido à convocação de novos professores aprovados no concurso público realizado em 2022, que assumiram, de forma efetiva, em 2023, vagas dos contratos especiais na rede pública estadual de ensino.


Um documento feito pela Escola Estadual Doutor Gerson de Faria sobre o desligamento citou o vazamento das fotos. Em resposta a um ofício em defesa da professora, a instituição afirmou que o regimento escolar estipula que os professores não podem emprestar seus celulares de uso pessoal aos alunos.


A escola também destacou que as decisões foram tomadas em conformidade com o Estatuto da Criança e do Adolescente, que preconiza a proteção integral das crianças e seus direitos. A instituição também alegou que orientou a professora a procurar a polícia.

144 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page