top of page

Preso com helicópteros e 400 kg de cocaína é piloto e filho de dono da fazenda onde droga estava

A propriedade rural onde a droga foi encontrada, era cadastrada pelo batalhão rural da PM, o que facilitou as buscas pelos policiais no dia da operação.


G1-Goiás


O homem preso com helicópteros e 400 kg de cocaína é piloto e filho do dono da fazenda onde a droga estava armazenada, em Anicuns na região central do estado. As informações foram compartilhadas pela Polícia Federal (PF) em coletiva de imprensa, na manhã desta segunda-feira (14).


A operação que prendeu o suspeito foi feita em conjunto entre a PF e a Polícia Militar (PM). Segundo os relatos da operação, a droga era trazida do Paraguai para Goiás e armazenada na fazenda para ser distribuída em outras partes do estado e do país.


A ação que prendeu o homem foi feita na última sexta-feira (11). Além da droga, armas, helicópteros e veículos também foram apreendidos. O delegado responsável pelo caso, Bruno Gama, explicou durante a coletiva como ocorreu a investigação e os desdobramentos do caso


"A Polícia Federal estava identificando as entradas de drogas no país e no estado de Goiás, e a partir do estado a distribuição de drogas para outros locais. Por meio da investigação, conseguimos identificar um imóvel rural em Anicuns, que era utilizado de entreposto da droga no estado", disse o delegado.


A propriedade rural onde a droga foi encontrada, era cadastrada pelo batalhão rural da PM, o que facilitou as buscas pelos policiais no dia da operação. No momento da operação, três pessoas foram abordadas. Apenas o filho do dono da propriedade foi preso, os outros dois suspeitos abordados serão investigados


A investigação segue na tentativa de identificar outros integrantes do esquema criminoso e como a droga era distribuída e para onde era levada. A PF também informou que buscam classificar o patrimônio da organização criminosa e que, após identificado, será revertido para a sociedade.


A polícia busca identificar os demais integrantes do esquema, como era feita a distribuição dessa droga e para onde ela era levada após sair da fazenda. A Polícia Federal também busca identificar o patrimônio dessa organização criminosa, para que ele possa ser revertido para a sociedade. Bruno Gama também informou que outros membros da família do homem preso serão ouvidos durante a investigação.

43 visualizações0 comentário
bottom of page