top of page

Prefeitura limpa mais de 400 mil m² de lotes particulares

Apesarem de serem notificados e multados, donos não cumprem com o que determinada pelo Código de Posturas de Goiânia.


Entrelinhas



Entre janeiro a outubro deste ano, a Prefeitura de Goiânia teve de limpar 406.250 metros quadrados de lotes particulares na capital. Isto porque os donos não cumpriram com a obrigação de zelo, determinada pelo Código de Posturas do Município. Os serviços são executados pela Comurg.


Os bairros campeões de intervenções de limpeza com tratores, roçadeiras e enxadas foram: Parque Amazônia, Loteamento Faiçalville, Residencial Santafé, Moinho dos Ventos, Jardim Atlântico, Vila Rosa, Três Marias, Recanto do Bosque, Jardim Presidente, Gentil Meirelles, Loteamento Goiânia II, Vila Alpes e Setor Jaó.


“Nós entramos em ação quando somos acionados pela Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma). Antes de autuar o proprietário, a Amma notifica e dá prazo para ele regularizar a situação do terreno. Quando ele não cumpre, recebe multa e ainda a conta do serviço de limpeza que realizamos”, afirma o presidente da Comurg, Alisson Borges.


Ele destaca que o prejuízo capital do dono do lote é pequeno perto dos transtornos que o mato alto e o acúmulo de lixo acarretam para os vizinhos. “Toda a comunidade sofre por conta de uma irresponsabilidade individual. Os lotes baldios se transformam em esconderijo para bandidos, lar para animais peçonhentos e criadouro para o mosquito Aedes aegypti”, afirma Borges. Outro aspecto negativo é o visual, que impacta diretamente na qualidade de vida.

18 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page