top of page

Prazo para renovar exame toxicológico de motoristas das categorias C, D e E vai até 28 de dezembro

5 milhões de condutores estão em situação irregular, alerta Associação Brasileira de Toxicologia


Olha Goiás



Os condutores das categorias C, D e E que necessitam renovar o exame toxicológico periódico têm um prazo até 28 de dezembro para regularizar sua situação, conforme estabelecido pela Resolução Nº 1.002 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) em 20 de outubro deste ano.


A Associação Brasileira de Toxicologia (Abtox) destaca que aproximadamente 5 milhões de condutores encontram-se em situação irregular, alertando para a importância da renovação dentro do prazo estipulado.


O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) orienta os motoristas a verificar a validade do exame toxicológico no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) ou confirmar se a realização do último exame ultrapassou dois anos e seis meses.


Validade independente

A validade do exame toxicológico não está vinculada à validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O novo exame deve ser realizado a cada dois anos e seis meses, a partir da obtenção ou renovação da CNH, independentemente da validade de outros exames exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro.

Para regularizar a situação, não é necessário procurar o Detran-GO. Basta dirigir-se a uma clínica credenciada e realizar o exame, com o resultado sendo lançado no sistema nacional pela própria clínica. O descumprimento do prazo resultará em multa gravíssima de R$ 1.467,35 e a inclusão de 7 pontos na carteira após 30 dias do vencimento do exame.

Infrações e penalidades

Deixar de realizar o exame ou dirigir com ele vencido acarreta infração, e em caso de reincidência ao longo de 12 meses, a multa é de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir.


Em caso de resultado positivo no exame toxicológico, o motorista profissional fica suspenso por três meses. Dirigir com resultado positivo é considerado infração gravíssima, com multa de R$ 1.467,35, e em caso de reincidência, a multa dobra, iniciando-se o processo de suspensão do direito de dirigir. O motorista não pode renovar a CNH até obter resultado negativo no exame.


Procedimento do exame

O exame toxicológico é realizado pela coleta de uma pequena quantidade de cabelo próximo ao couro cabeludo do condutor ou por um pelo do corpo. A Abtox informa que a média de preço no Brasil é de R$ 135,00.


Drogas detectadas


O exame toxicológico detecta diversas substâncias psicoativas que podem afetar a capacidade de realizar tarefas aparentemente simples, mas perigosas, como dirigir um veículo pesado. Entre as drogas detectadas estão maconha, cocaína, anfetaminas, MDMA, MDA, anfepramona, mazindol, femproporex, codeína, morfina, heroína, entre outras.



38 visualizações0 comentário

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page