top of page

Policiais federais fazem nova paralisação por reestruturação salarial

O ato está previsto para esta quinta-feira (16/11), com manifestação na sede da PF. É a segunda paralisação da categoria este ano


Metrópoles



A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) convocou, novamente, a categoria para uma paralisação nacional a fim de reivindicar reajuste salarial. O ato está marcado para esta quinta-feira (16/11), data que marca o Dia do Policial Federal.


Haverá mobilização em todas as unidades da Polícia Federal (PF) do país. Em Brasília, está prevista uma manifestação às 10h que seguirá da sede da Polícia Federal até o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

“Esperamos com isso chamar a atenção para uma situação que se arrasta sem uma razão convincente, visto que a proposta foi chancelada pelo próprio governo federal. Entretanto, mesmo diante desse fato histórico, o MGI ainda não apresentou os meios necessários à sua execução”, afirma o presidente da Fenapef, Marcus Firme dos Reis.

No fim de outubro, a categoria realizou uma paralisação com o mesmo intuito. O chamado “Dia D” contou com atos espalhados nas superintendências regionais e demais unidades da PF de todo o país. Em Brasília, cerca de 200 policiais e servidores administrativos da PF manifestaram em frente à sede da instituição.


Reajuste salarial


De acordo com a Fenapef, policiais e servidores administrativos da corporação denunciam a falta de compromisso com a proposta de valorização dessas carreiras.


Os policiais federais receberam, como todos os servidores da União, reajuste de 9% em 2023. Porém, a categoria alega que a defasagem salarial atingiu, em média, 51% da remuneração dos profissionais nos últimos cinco anos.


A expectativa da entidade é de que em 28 de novembro entre o Governo Federal e a Polícia Federal, além de entidades de classe e o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

11 visualizações0 comentário
bottom of page