top of page

Polícia investiga falso personal trainer suspeito de lesionar aluna em Inhumas

Dois homens estariam praticando exercício ilegal da profissão na academia onde ocorreu o acidente


Mais Goiás

(Foto: Polícia Civil)


A Polícia Civil investiga um falso personal trainer que é suspeito de passar exercícios pesados e irregulares a uma aluna, em uma academia de Inhumas, que passou mal e chegou a ser internada em uma Unidade de terapia intensiva (UTI) com complicações.


O homem será investigado pelo suposto delito de lesão corporal grave.


A investigação teve início após denúncia da aluna. Após o início da apuração, a política verificou, junto ao Conselho Regional de Educação Física, que o suspeito e outro funcionário da academia em questão não tinham certificação e se apresentavam como profissionais. Inclusive, eles exerciam ilegalmente a profissão durante a fiscalização.


De acordo com a polícia, ambos alegaram ser estagiários do curso de Educação Física, mas apresentaram documentação. Da mesma forma, a academia não mostrou os contratos de estágio.


O estabelecimento recebeu multas que totalizaram R$ 12,9 mil e os suspeitos assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados. Ambos devem responder por exercício ilegal da profissão, mas um deles também por lesão corporal grave.


Em relação a aluna, ela desenvolveu uma rabdomiólise (doença que afeta os rins), possivelmente, por grande esforço físico. A mulher percebeu o problema após sentir fortes dores abdominais.

29 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page