top of page

Polícia faz operação contra empresários suspeitos de sonegar R$ 55 milhões no DF e 4 estados

Segundo Polícia Civil do DF, grupo usava empresas de fachada para emitir notas fiscais frias, em nome de 'laranjas'. Agentes cumprem 22 mandados de busca e apreensão.


G1-Goiás

Polícia Civil do DF faz operação contra grupo suspeito de sonegar impostos — Foto: PCDF/Reprodução


A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (8), uma operação contra empresários do ramo atacadista suspeitos de sonegar R$ 55 milhões em impostos, no DF e quatro estados — Goiás, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro.


Os agentes cumprem 22 mandados de busca e apreensão no Lago Norte, Águas Claras, Sudoeste e Vicente Pires, no DF, além de quatro cidades goianas e uma cidade paulista.

De acordo com as investigações, o grupo usava empresas de fachada para emitir notas fiscais frias. Os sócios desses negócios eram "laranjas", com padrões de vida que não condiziam com os valores movimentos pelas empresas, de acordo com a Polícia Civil. Com o esquema, segundo a corporação, os verdadeiros donos das empresas lucravam com o não pagamento dos impostos. Além disso, os alvos são suspeitos de vender notas ficais frias em nome das empresas de fachada. Essas notas eram vendidas, inclusive, para concorrentes.

A Polícia Civil aponta ainda que, ao não recolher os impostos, as empresas de fachada ficavam com uma dívida que não podia ser cobrada, porque os donos seriam "pessoas sem condições financeiras" de pagar os valores devidos.

A Justiça também decretou o bloqueio de bens, como veículos e imóveis, e valores depositados em contas bancárias.

Os suspeitos são investigados por organização criminosa, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, uso de documento falso, falsidade ideológica. Se condenados, eles podem pegar até 33 anos de prisão.

A investigação é coordenada Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Ordem Tributária, vinculada ao Departamento de Combate a Corrupção e ao Crime Organizado (Dot/Decor). Em Goiás, a operação contou com o apoio da Polícia Civil do estado.

11 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page