top of page

PM é denunciado por tiros em pai e filho em bar do Marista, em Goiânia

Na denúncia, o Ministério Público, no entanto, aponta que o policial agiu após uma "discussão banal"




Mais Goiás




O policial militar que baleou pai e filho em Goiânia foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás por dupla tentativa de homicídio. O crime aconteceu no dia 30 de abril de 2024 em um bar do Setor Marista, na capital.


A denuncia do Ministério Público contradiz o levantamento feito pela Polícia Civil, que entendeu que o policial teria agido em legítima defesa.


Um vídeo mostra que o policial militar que baleou dois frequentadores de um bar sertajeno foi agredido antes dos disparos. Captada por câmeras de segurança do estabelecimento, as imagens foram usadas pelo advogado do sargento, para tentar provar que ele agiu em legítima defesa.


Na denúncia, o Ministério Público, no entanto, aponta que o policial agiu após uma “discussão banal iniciada devido a toques físicos decorrentes do diminuto espaço entre eles”.


O caso


O vídeo feito pela câmera que fica bem em cima das mesas onde estavam os envolvidos mostra que, após chegar a cadeira para trás, o sargento Caio Cesar Souza Dias, de 35 anos, que estava de folga, junto com alguns amigos, foi interpelado pelo empresário B.M.R., de 42 anos, que também bebia com a família em uma mesa bem próxima.


Após uma rápida discussão, o PM empurra o empresário, que cai na cadeira. O filho do empresário, de 16 anos, e que também estava na mesa, se levanta, e dá um soco no rosto do PM.

267 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page