top of page

PF faz operação para prender pilotos de helicóptero suspeitos de tráfico de drogas em Goiás, SP, MG e RJ

Além dos pilotos, a polícia tenta prender os responsáveis pelo apoio logístico do reabastecimento dos helicópteros. Essa é uma nova etapa das ações da polícia que apreenderam helicópteros no estado.




G1-Goiás

PF apreende helicóptero avaliado em R$ 10 milhões que era usado para o tráfico internacional de drogas — Foto: Divulgação/Polícia Federal





A Polícia Federal faz uma operação na manhã desta quinta-feira (22) para prender pilotos de helicóptero suspeitos de traficar drogas. São cumpridos mandados em Goiás, São Paulo, Minas Gerais Roraima e Rio de Janeiro. Essa é uma nova etapa das ações da polícia que apreenderam helicópteros e descobriram uma oficina para construção e manutenção clandestina das aeronaves.


A operação acontece juntamente com uma ação da Polícia Civil de São Paulo. Ao todo, são 65 mandados judiciais, sendo 18 de prisão e 47 de busca e apreensão, nas cidades goianas de Goiânia, Rubiataba, Nova América e Anápolis, além de Carmópolis de Minas (MG), Araçatuba (SP), Birigui (SP), Glicério (SP), Paraguaçu Paulista (SP), São Paulo (SP), Americana (SP), Boa Vista (RR) e Macaé (RJ).


Além dos pilotos, a polícia tenta prender os responsáveis pelo apoio logístico do reabastecimento dos helicópteros. A Polícia Federal explicou que a organização criminosa fazia tráfico de drogas entre estados e até com outros países. A droga era transportada em helicópteros, que voavam de maneira clandestina, sem plano de voo e com certificados das aeronaves suspensos.


A droga é produzida na Bolívia e chegam ao Brasil pelo Paraguai. Segundo a polícia, o grupo usava as cidades de Anicuns e Paraguaçu Paulista como ponto de logística para reabastecimento, assim como distribuição de parte da droga, que era retirada dos helicópteros e seguia por terra até as grandes cidades, onde seria vendida.


Apreensões


As investigações começaram em agosto de 2023, quando dois helicóptero foram apreendidos em uma fazenda de Anicuns. A aeronave era adaptada para ser abastecida durante o voo. Durante a ação, foram encontrados cerca de 400 kg de cocaína. O piloto da aeronave, que era filho do dono da fazenda, foi preso.


No início do fevereiro, dois helicópteros foram apreendidos durante operação contra o tráfico internacional de drogas. A operação também investigava a manutenção e construção clandestina de aeronaves.



101 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page