top of page

PF faz buscas e prende dois suspeitos por abuso sexual infantil em Goiás

De acordo com a PF, as detenções ocorreram em Anápolis e Goianésia


Jornal Opção

Operação Rede de Proteção tem frentes em todas unidades federativas| Foto: José Cruz/ Agência Brasil


A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira, 26, a operação nacional Rede de Proteção, destinada ao combate de crimes relacionados ao abuso sexual infantil. Balanço divulgado pela corporação às 16h40 indicava que, até esse horário, em Goiás dois mandados de prisão e um de busca e apreensão tinham sido cumpridos. De acordo com a PF, as detenções ocorreram em Anápolis e Goianésia.


Segundo os investigadores, as ações visam “reprimir crimes sexuais contra crianças e adolescentes, retirando do convívio social indivíduos investigados, processados criminalmente e até condenados, dando efetividade ao sistema de justiça criminal e impedindo que novos delitos sejam cometidos”.


“As ações da operação tiveram início nos primeiros dias deste ano, com o cumprimento de mandados de prisão de criminosos que já constavam do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), mas ainda estavam em liberdade”, informou em nota a PF.


A PF acrescenta que delegacias e superintendências regionais de todo o país deflagraram, também hoje, frentes de ações voltadas a crimes sexuais contra crianças, mas praticados “por meio da internet”.


Essas ações contam com a ajuda da Força-Tarefa de Identificação de Vítimas, composta por policiais federais e civis especializados em identificar vítimas a partir de imagens e vídeos – criada com a finalidade de auxiliar nos resgates de vítimas e de identificação e prisão de agressores.



15 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page