top of page

PF cumpre mandado de prisão de membro da quadrilha que aplicou golpe na Caixa

A operação acontece no Rio de Janeiro e também estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão



Olha Goiás

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil



A Polícia Federal cumpre hoje (28) um mandado de prisão preventiva e três de busca e apreensão dos suspeitos de fraudes contra a Caixa. De acordo com a corporação, a quadrilha teria desviado cerca de R$4,5 milhões de contas bancárias em novembro de 2022.

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Niterói.

As investigações tiveram início quando a Centralizadora Nacional de Segurança do banco repassou dados à Polícia Federal. O bando teria conseguido entrar em contas sociais digitais da Caixa, de onde roubaram o dinheiro, por meio de técnicos que prestavam serviços à agência do Grande Rio.

De acordo com a PF, essas pessoas usufruíram do status e credenciais para ter acessos privilegiados a locais de uso restrito. Dessa forma, eles tinham acesso a senhas e perfis de outros funcionários da Caixa.


Com esses dados, a quadrilha movimentava recursos para contas virtuais de projetos sociais e efetuava saques. A PF ainda identificou a atuação de um hacker que já esteve envolvido em outros ataques a contas bancárias.

36 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page