top of page

Pecuária goiana perde terreno no ranking nacional

O rebanho bovino, estimado em 24,4 milhões de cabeças, cresceu apenas 0,5% no ano passado no Estado.


Entrelinhas



Se a agricultura tem batido recordes de produção em Goiás nos últimos anos, sendo a terceira maior do País, o mesmo não pode se dizer da pecuária. O rebanho bovino, estimado em 24,4 milhões de cabeças, cresceu apenas 0,5% no ano passado no Estado. Trata-se da quarta alta seguida e o maior quantitativo da série histórica iniciada em 1974.


Contudo, o estado perdeu uma posição no ranking nacional. Ficou atrás de Mato Grosso (34,2 milhões de cabeças) e do Pará (24,8 milhões). Este último, por ter subido 3,6% em 2022, tomou a segunda colocação que Goiás tinha conquistado em 2017 após ultrapassar Minas Gerais. Os dados, divulgados nesta quinta-feira (21/9), são do IBGE.


O Brasil, com 234,4 milhões de cabeças, teve aumento de aproximadamente 4,3% do efetivo em relação a 2021. Goiás tem participação de 10,4% no efetivo nacional de bovinos.


Leite


Goiás também apresentou 3,9% de queda na produção de leite em 2022, em relação a 2021, com aproximadamente 3 bilhões de litros produzidos. Mas o estado mantém o quinto lugar na produção de leite do país.


A queda é explicada pela redução de 3,5% no quantitativo de vacas ordenhadas em 2022. E apesar de ser o quinto maior produtor de leite, Goiás possui o segundo maior número de vacas ordenhadas no País, com 1,7 milhão de cabeças. Isso indica um grau menor de produtividade de leite por animal, o que tem relação com um manejo de melhor qualidade e um grau maior de tecnificação da produção leiteira.


Entre os municípios goianos, Orizona é destaque na produção de leite com 123 milhões de litros produzidos, sétimo lugar no ranking nacional, subindo duas colocações em relação a 2021. Jataí (18º) e Piracanjuba (21º) também figuram entre os maiores municípios produtores de leite do Brasil, tendo produzido, em 2022, 88,3 e 84,1 milhões de litros, respectivamente. Ambos com quedas na produção de 1,3% e de 12,2%, respectivamente.


O total nacional de leite produzido foi de 34,6 bilhões de litros no ano passado.

41 visualizações0 comentário
bottom of page