top of page

Peão de fazenda é preso suspeito de agredir adolescente e a deixar nua em rua

Suspeito iniciou namoro e mantinha relações sexuais com a vítima desde que ela tinha apenas 13 anos, idade em que uma pessoa não tem condições de discernir sobre consentimento. Por isso, ele também é investigado por estupro de vulnerável, segundo a polícia.


G1-Goiás

Homem, de 31 anos, preso suspeito de agredir adolescente e a deixar nua em rua após ela pedir o fim da relação, em Posse — Foto: Divulgação/Polícia Civil



Uma adolescente, de 17 anos, foi agredida e forçada pelo ex-namorado a sair nua na rua após ter dito que não queria mais se relacionar com ele. A Polícia Civil prendeu o homem, que tem 31 anos, por meio de um mandado de prisão de prisão preventiva. Ele trabalhava como “peão” fazendo serviços gerais em uma fazenda, em Posse, no nordeste goiano.


Em depoimento, segundo o delegado Humberto Soares, ele optou por ficar em silêncio.


De acordo com as investigações, o suspeito iniciou um relacionamento com a vítima quando ela tinha apenas 13 anos. Durante o namoro, eles mantinham relações sexuais e, inclusive, a menina engravidou, cuidando atualmente de uma criança de 3 anos.


No quarto ano de namoro, a adolescente resolveu terminar o relacionamento. Por não querer se separar, o homem passou a agredi-la fisicamente, além de também ameaçá-la com mensagens enviadas pelas redes sociais.


A adolescente relatou aos policiais que o ex-namorado dizia que, caso ele a visse com outra pessoa, iria espalhar vídeos de conteúdo íntimos e sexuais dela na cidade.


Segundo o delegado Humberto Soares, em um dos episódios mais graves de violência, o homem agrediu a menina e, depois, a mandou tirar a roupa, exigindo que ela saísse de casa e ficasse nua no meio da rua.


Operação “amor não maltrata”

Diante da situação, a adolescente procurou a delegacia para denunciar o ex-namorado. A polícia solicitou à Justiça um mandado de prisão e outro de busca e apreensão contra o homem. O pedido foi acatado.


A ação para cumprir as duas ordens foi chamada de “amor não maltrata” e contou com o apoio da Polícia Militar. Os policiais civis realizaram buscas e apreenderam “elementos do crime e objetos úteis à investigação”.


Segundo o delegado, o homem está sendo investigado pelos crimes lesão corporal, divulgação de cena de sexo ou de nudez no âmbito da violência doméstica e também por estupro de vulnerável. Isso porque, o homem mantinha relações sexuais com a adolescente quando ela tinha somente 13 anos, idade em que conforme a Lei, uma pessoa não tem condições de discernir sobre conssentimento.


O homem, que segundo o delegado, trabalhava como “peão” fazendo serviços gerais em uma fazenda, foi encaminhado à unidade prisional de Posse.


110 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page