top of page

PCGO prende nove pessoas acusadas de golpe do falso financiamento, em Goiânia

Diário de Goiás


Reprodução


A Operação conjunta entre a 4ª Delegacia Distrital da Polícia Civil de Goiás e o Procon Goiás contra empresa que aplicava golpe do falso financiamento em Goiânia resultou na prisão em flagrante de nove pessoas. A ação se deu após denúncias e investigação, que culminou também na interdição da empresa que operava no Setor Oeste, na última quinta-feira (27).


A empresa em questão fazia anúncios de venda de automóveis em plataforma de marketplace oferecendo carros e motos com preços atrativos. Nas negociações era pedido ao consumidor o pagamento de uma suposta entrada para o financiamento a partir de R$ 2 mil e apresentadas condições facilitadas de obtenção de crédito.


As denúncias ao Procon Goiás acarretaram em uma série de fiscalizações que, desde abril do ano passado, provocaram a interdição de 34 empresas, que foram fechadas. As práticas caracterizam crime de estelionato.


No momento da operação, os agentes do Procon e da PC-GO se depararam com nove vendedores na empresa em questão. Os fiscais descobriram, no momento da ação, que a empresa não possuía nenhum veículo para ser comercializado e que utilizava imagens ilustrativas nos anúncios. Descobriram também que o pagamento da suposta entrada era feito para a conta pessoal da proprietária da empresa.


Com o decorrer dos dias, o consumidor até tentava, mas o contato com os vendedores ficava cada vez mais difícil. Depois de muita insistência, acabava descobrindo que, na verdade, tinha assinado um contrato de assessoria financeira e não para financiar o veículo. Mesmo reclamando e tentando quebrar o contrato, a devolução dos valores pagos não ocorria e o consumidor ficava sem o bem e sem o dinheiro.

4 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page