top of page

PC investiga mulheres acusadas de disseminar homofobia nas redes sociais em Uruana

Após mandados de busca e apreensão, autoridades apreenderam dispositivos eletrônicos e as suspeitas podem enfrentar pena de até 20 anos de reclusão


Olha Goiás



Duas mulheres foram alvo de mandados de busca e apreensão executados pela Polícia Civil (PC) no município de Uruana. A ação policial foi decorrente de publicações nas redes sociais, caracterizadas como racistas e homofóbicas.


De acordo com informações fornecidas pela delegacia de polícia local, as mulheres utilizavam um perfil no Instagram para disseminar mensagens difamatórias e ofensivas, cujos conteúdos eram voltados ao racismo e à homofobia.


Em uma das publicações em questão, uma das suspeitas chegou a oferecer recompensa para quem agredisse um indivíduo que ela descreveu como "gay lixo".


Ademais, a Polícia Civil revelou que, juntamente com as publicações discriminatórias, foram identificados textos que apoiavam massacres em escolas da cidade, bem como a divulgação de pornografia e extorsão de pessoas.

Durante a operação, foram apreendidos celulares, tablets e notebooks pertencentes às suspeitas. Em razão dos crimes cometidos, as autoras podem enfrentar uma pena de até 20 anos de reclusão.

22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page