top of page

Palácio deve decidir Goiânia, Aparecida e Anápolis até 5 de abril

São os três principais colégios eleitorais de Goiás, mas que ainda não têm pré-candidatos definidos pela base do governador Caiado.





Entrelinhas




O governador Ronaldo Caiado (UB) e o vice Daniel Vilela (MDB) devem afunilar até o próximo dia 5 as pré-candidaturas da base governista para as prefeituras de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia. Pelo menos, esta é a expectativa das lideranças de partidos aliados do governo em Goiás.


São os três principais colégios eleitorais de Goiás, mas que ainda não têm pré-candidatos definidos pela base do governador. Um dos motivos pela demora na decisão seria o fato de Ronaldo Caiado estar mais envolvido com o seu projeto eleitoral para 2026, quando pretende disputar a Presidência da República.


Entretanto, aliados afirmam que definições precisam começar a ser tomadas pelo Palácio das Esmeraldas assim que o governador retornar de viagem à Israel, no próximo domingo (24/3).


“Nos próximos dias, quando o governador chegar, vamos tomar as decisões que precisam ser tomadas”, afirmou nesta semana Daniel Vilela. “Deverão ser duas semanas de muitas conversas para resolvermos alguns problemas na base nestas três cidades”, diz uma fonte palaciana.


Janela


O prazo até 5 de abril é por conta da janela partidária para mudança de legenda. Um exemplo é o caso do empresário Jânio Darrot (MDB), cotado para ser o pré-candidato da base governista à Prefeitura de Goiânia. Há possibilidade de ele filiar no União Brasil, de Ronaldo Caiado, por conta do projeto nacional do governador.


Mas a cúpula metropolitana do MDB deseja que a candidatura de Darrot seja pelo partido, por seu histórico de vitórias na capital, com Iris Rezende e Maguito Vilela.


Em Anápolis, o deputado federal Márcio Correa está filiado no MDB, mas pode ser pré-candidato pelo PL. Já recebeu convite do ex-deputado federal Major Vitor Hugo, um dos principais aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro.


Mas o pré-candidato a prefeito de Anápolis tem dito que esta decisão será tomada somente em conjunto com Daniel Vilela e Ronaldo Caiado.


Em Aparecida de Goiânia, o prefeito e pré-candidato à reeleição Vilmar Mariano pode deixar o MDB, por conta de desavenças com o ex-prefeito Gustavo Mendanha.


Se até em 5 de abril esta crise não for superada, o que é mais provável, Vilmar pode mudar para outro partido, como Republicanos ou PRD. E o MDB lançar a pré-candidatura de Leandro Vilela, ex-deputado federal, para a prefeitura.

19 visualizações0 comentário

تعليقات


bottom of page