top of page

Pai nega acerto de Messi com clube da Arábia Saudita e projeta decisão ao fim da temporada

Jorge Messi, que também é empresário do craque, garante não ter nem mesmo acordo verbal com qualquer equipe e que só analisará futuro ao fim do Campeonato Francês


GE

Messi tem contrato com o PSG até 30 de junho — Foto: Getty Images


O pai e empresário do craque Lionel Messi, Jorge Messi, usou as redes sociais para se manifestar oficialmente sobre a notícia de que o argentino teria fechado com um clube da Arábia Saudita. O agente negou as informações da "AFP" e garantiu que uma decisão sobre o futuro da carreira do atleta só será tomada ao fim da temporada.


- Não há absolutamente nada com nenhum clube para o ano que vem. A decisão nunca será tomada antes que Lionel termine a liga com o PSG. Uma vez que termine a temporada, será o momento de analisar e ver o que há. E, então, tomar uma decisão - afirmou.


A agência francesa afirmou nesta terça que uma fonte saudita garantiu o acerto com um clube local, que não teve nome revelado, com um "contrato excepcional e enorme". Jorge Messi alegou falta de respeito e que pessoas "direcionadas" são usadas "a favor de interesses", sem dar nenhuma prova de afirmações.


- Sempre há rumores e muitos usam o nome de Lionel para ganhar notoriedade, mas a verdade é somente uma e podemos assegurar que não há nada com ninguém. Nem verbal, nem assinado, nem combinado e não haverá até que termine a temporada - completou.


O Al Hilal, um dos maiores clubes do país, vinha sendo especulado como possível destino para o atual melhor jogador do mundo. O algoz do Flamengo no último Mundial de Clubes teria como sonho a chegada de Messi, depois do rival Al Nassr conseguir se reforçar com Cristiano Ronaldo nos últimos meses.


A imprensa saudita vinha apontando nos últimos dias que o Al Hilal poderia chegar a oferecer 400 milhões de euros (R$ 2,18 bilhões) por ano a Messi. O valor seria basicamente igual ao que o Al Nassr vem pagando a Cristiano Ronaldo, que se tornou o atleta mais bem pago do mundo neste ano, segundo o ranking da revista "Forbes".


Messi, que completará 36 anos em junho, já tem uma relação oficial com a Arábia Saudita, uma vez que se tornou neste ano um embaixador do turismo no país. Inclusive, o cargo gerou uma grande dor de cabeça para o craque em Paris, uma vez que, na semana passada, ele viajou para o Oriente Médio sem autorização do PSG. O clube o puniu com uma suspensão, e ele se tornou alvo de protestos de grupos de ultras.







8 visualizações0 comentário
bottom of page