top of page

Padrasto e mãe são presos suspeitos de estupro de vulnerável contra adolescente, em Acreúna

Homem é investigado por cometer o mesmo crime contra as enteadas de 15 e 23 anos


Mais Goiás

(Foto: Elza Fiúza - Agência Brasil)


A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira (20), o padrasto e a mãe de uma de uma adolescente, de 15 anos, por estupro de vulnerável em Acreúna. A corporação informou ainda que a outra filha, 23 anos, da presa também era vítima de abuso desde os seus 12 anos.


Segundo a polícia, em setembro de 2022, por meio de uma carta enviada ao Conselho Tutelar e ao Ministério Público (MP), a vítima denunciou que era abusada sexualmente por seu padrasto há mais de dois anos com o consentimento da mãe.


À época, a jovem realizou exame de corpo de delito, o que comprovou o crime junto com depoimento de familiares. “Diante das provas colhidas na investigação, houve a representação pela prisão preventiva pelo delegado de Polícia da cidade de Acreúna, que, após deferida pelo Poder Judiciário, foi devidamente cumprida na data de hoje”, relatou a corporação.


Após presa e interrogada, a mãe da adolescente confessou que era conivente com os abusos porque era constantemente ameaçada de morte pelo companheiro.


Com a prisão do casal, a irmã mais velha da adolescente, de 23 anos, declarou que também era estuprada pelo padrasto desde quando tinha 12 anos de idade. Relatou, ainda, que a mãe tinha conhecimento dos abusos, mas era constantemente ameaçada.


Os suspeitos foram recolhidos na Unidade Prisional de Acreúna e estão à disposição do Poder Judiciário.

44 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page