top of page

Padrasto é preso por estupro de enteada com síndrome de down em Jataí

O homem foi condenado a 19 anos de prisão em regime fechado



Olha Goiás




A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Jataí, realizou a prisão de um homem condenado por estupro de vulnerável da enteada com síndrome de down. 


O indivíduo foi detido em cumprimento a um mandado de prisão definitiva, após ser condenado a 19 anos, 4 meses e 16 dias de reclusão, em regime fechado.


Os fatos que resultaram na condenação do acusado remontam ao início de 2018, no Assentamento Rômulo Pereira, em Jataí. Segundo os registros judiciais, o agressor coagiu a enteada, que tem Síndrome de Down, com violência e ameaça, para consumar o ato sexual. A condição de vulnerabilidade da vítima facilitou a execução do crime.


A denúncia revelou que a vítima vivia com o agressor e sua mãe no assentamento há cerca de cinco anos, período durante o qual foi sujeita a diversos tipos de violência, física, psicológica e sexual, evidenciando um ciclo persistente de abuso.

301 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page