top of page

Os jogos da semifinal da Liga dos Campeões tendem a ser equilibrados

Milan e Internazionale voltam à essa fase da competição trazendo toda a rivalidade de um clássico italiano enquanto Real Madrid e Manchester City deverão fazer confronto de alto nível técnico e tático


GE


Os jogos da fase semifinal da Liga dos Campeões 2022/2023 já estão definidos e prometem ser interessantes, apesar da surpresa de ter dois times italianos, que nos últimos tempos não costumavam estar presentes nessa fase da competição. Milan e Internazionale prometem disputa acirrada no clássico italiano enquanto Real Madrid e Manchester City farão o outro confronto dessa etapa, da maior competição entre clubes de futebol do mundo.


A história dessas classificações são distintas para cada equipe, principalmente para as italianas, que apesar da tradição no cenário europeu, não figuram ultimamente no centro técnico atual do futebol. Atualmente são os ingleses que predominam como clubes que são taticamente mais organizados e produtivos.

Milan

O Milan está de volta a essa fase da Liga dos Campeões após longo jejum de 16 anos. A equipe foi campeã, pela última vez, na temporada 06/07 tendo em seu elenco o ex-meio-campista brasileiro Kaká, que na temporada 2007 foi considerado o melhor jogador do mundo. O plantel base do Milan Campeão fez história, contando, dentre outros, com o goleiro brasileiro Dida, o zagueiro Maldini, o volante Gattuso e os talentosos meios-campistas Pirlo e Seedorf, sob o comando de Carlo Ancelotti.

Na atual temporada, o Milan venceu o Napoli, que é o líder isolado do campeonato italiano e já foi consagrado campeão, mesmo faltando cinco rodadas para o término da competição. No primeiro jogo da fase de quartas de final, o Milan obteve a vantagem de 1 gol. Na partida de volta, sofreu, seguindo a marca histórica de ter equipes bem organizadas defensivamente e que jogam no erro do adversário, mas conseguiu vencer a pressão do Napoli, empatando o jogo por 1 a 1, que lhe deu a classificação.


Internazionale


A Internazionale sempre foi uma equipe de peso no futebol italiano, mas que nos últimos anos pecava em partidas decisivas. O time atual da Internazionale tem bom elenco, contando com craques como o belga Lukaku, o armênio Mkhitaryan, o argentino Lautaro Martínez, o bósnio Dzeko, dentre outros.


A Inter apresentou domínio nos dois confrontos das quartas de final, jogando contra o Benfica. O time português fez boa campanha na Champions, mantendo-se na liderança do grupo que tinha Paris Saint-Germain e Juventus.

A classificação foi conseguida com a vantagem de 2 gols obtida na primeira partida, pois empatou no jogo de volta, disputado na Itália por 3 a 3. Esse confronto foi equilibrado, mas a Internazionale manteve leve domínio das ações do jogo.


Real Madrid


O Real Madrid não vive seus melhores momentos, mas mesmo assim é um time cascudo e quando se trata de Liga dos Campeões, se supera, haja vista que possui 14 títulos de campeão. Utiliza a verticalidade apostando na velocidade de seu atacante Vini Jr., que vive ótima fase e que possui grande entrosamento com o atacante Benzema, tornando o time objetivo e letal. A equipe de Madrid, também, consegue manter o meio-campo técnico, com Modric sendo o principal articulador.


Na fase de quartas de final, com dois placares de 2 a 0 a seu favor, diante do Chelsea, o Real Madrid mostrou ampla superioridade. No segundo jogo o Chelsea foi mais competitivo, porém não aguentou a pressão do time espanhol, que sabe como se comportar nessa competição.


Manchester City


O Manchester City tem estilo característico de posse de bola e envolvimento do adversário através da troca de passes. Procura evitar ao máximo as ligações diretas entre setores do campo e possui extrema qualidade coletiva. Com a forma de jogar que Pep Guardiola impôs à equipe inglesa, o estilo se tornou, demasiadamente técnico, com De Bruyne sendo o principal articulador do meio-campo.


Nessa temporada, a contratação do atacante Haaland, facilitou a utilização, também, de característica reativa, pois o jogador consegue dominar a bola e fazer a função de pivô até o restante da equipe chegar ao ataque. Anteriormente, não era comum o City jogar de forma reativa, mas agora tornou-se mais híbrido, usando o contra-ataque como uma das suas armas.


A classificação para a semifinal foi conquistada de maneira tranquila com o placar de 3 a 0 no primeiro jogo do confronto com o Bayern de Munique. O segundo jogo confirmou sua superioridade frente ao time alemão, empatando fora de casa por 1 a 1.


6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page