top of page

Operação policial mira membros de organização criminosa que sequestravam e torturavam rivais em Alta Taquari – MT

Dois alvos não foram localizados e novas diligências são realizadas no intuito de encontrá-los.


O Correio News

Policiais que participaram da Operação Cruciatus. Foto Divulgação




A Delegacia de Alto Taquari deflagrou, nesta terça-feira (23.04), a Operação Cruciatus para cumprimento de nove mandados de prisão e de buscas contra membros de uma facção criminosa.


Foram expedidos quatro mandados de prisão e cinco de buscas contra os alvos apontados em investigação como autores dos crimes de tortura mediante sequestro e associação criminosa.


A equipe da Delegacia de Alto Taquari cumpriu duas prisões e quatro mandados de busca e apreensão em diversos endereços da cidade. Dois alvos não foram localizados e novas diligências são realizadas no intuito de encontrá-los.


Crimes


No início deste ano, a Polícia Civil foi procurada por uma vítima que relatou ter sido mantida em cárcere privado por criminosos, que lhe torturaram por ela supostamente pertencer a uma facção rival. A vítima foi brutalmente agredida pelos autores e teve lesão corporal grave.


Posteriormente, ainda no início deste ano, a Delegacia de Alto Taquari recebeu a informação de outro caso de tortura aplicado contra um usuário de drogas, em razão de crimes contra o patrimônio praticados por ele.


A segunda vítima também foi mantida em cárcere e agredida fisicamente pelos membros da facção, para confessar a prática dos crimes e como forma de castigo pessoal.


Os autores da tortura foram identificados e todos ostentam registros criminais por tráfico de drogas, associação ao tráfico e tortura.


A palavra cruciatus significa tortura em latim, termo usado na literatura com maldição que causa à vítima intensa dor física.



46 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page