top of page

Neymar auxiliou Daniel Alves em processo com R$ 800 mil e advogado

Atacante do Al-Hilal teria repassado dinheiro ao ex-lateral para ajudar a custear sua defesa, segundo reportagem do Uol




Terra




Com julgamento previsto para o início de fevereiro, o ex-jogador Daniel Alves segue preso no Centro Penitenciário Brians, em Barcelona, acusado de estuprar uma mulher em uma boate de Barcelona em dezembro de 2022. Preso desde janeiro do ano passado, o ex-Barcelona teria recebido ajuda financeira e jurídica de seu amigo e ex-parceiro de Seleção Brasileira, Neymar. A informação é do portal Uol.


Segundo a reportagem, três fontes teriam confirmado que o atacante do Al-Hilal teria dado suporte financeiro para Daniel, ajudando a custear a sua defesa. A transferência dos valores teria sido feita pelo pai de Neymar, que teria pago uma multa de cerca de 150 mil euros (R$ 800 mil), para reduzir uma possível pena do ex-lateral em caso de condenação.


Outro momento em que Neymar e seu pai teriam auxiliado o ex-colega de Barcelona teria ocorrido de forma mais direta, quando Daniel acabou escolhendo Gustavo Xisto como seu procurador. Gustavo é um dos representantes jurídicos mais antigos ligados ao pai de Neymar.


Daniel Alves aguarda julgamento. A acusação do caso pediu pena de 12 anos para o ex-jogador, pena máxima para crimes sexuais na Espanha.


O ex-jogador está em prisão preventiva desde 20 de janeiro de 2023. Desde então, o brasileiro já mudou a sua versão dos fatos em diversos depoimentos e chegou a ter o pedido de liberdade provisória negado em mais de uma ocasião pela Justiça Espanhola.


Em novembro, a vítima deu detalhes sobre o ocorrido na boate Sutton, em Barcelona. Segundo ela, Daniel teria dado tapas em seu rosto após a recusa dela em sentar no colo do ex-jogador. Daniel Alves ainda teria trancado a moça dentro de uma das cabines do banheiro, onde o crime ocorreu.

22 visualizações0 comentário

Komentáře


bottom of page