top of page

Mulher vai à delegacia denunciar golpe e acaba presa por enviar fotos íntimas da filha de 8 anos

Segundo a polícia, a mulher tentou denunciar que estava sendo ameaçada por um suposto agiota. No entanto, ao olhar o celular dela, os policiais encontraram fotos da criança enviadas ao homem.


G1-Goiás

Mulher presa suspeita de vender conteúdo pornográfico da própria filha, em Águas Lindas de Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil


Uma mulher foi presa suspeita de enviar fotos pornográficas da própria filha de 8 anos para um suposto golpista na internet, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do DF. Segundo a Polícia Civil, o caso chegou ao conhecimento dos policiais quando a suspeita, uma mulher de 29 anos, foi até a delegacia para registrar que estava sendo ameaçada pelo homem.


A mulher foi presa na última quinta-feira (21). A Polícia Civil informou que a mãe da criança procurou a delegacia na tentativa de registrar uma ocorrência de ameaça, informando que estava sendo coagida por um homem a enviar fotos íntimas dela e da filha após entrar em contato com ele, por meio de um anúncio de empréstimo em uma rede social.


Ainda segundo os relatos da Polícia Civil, após a mãe permitir o acesso dos policiais ao celular, eles verificaram que, na verdade, a suspeita estava negociando a venda de fotos íntimas da filha. Uma quantia de R$ 3 mil foi oferecida para que as imagens, dela e da filha, fossem enviadas para o suposto agiota.


Segundo Tamires Teixeira, delegada responsável pelo caso, ao perceber que não receberia a quantia prometida, a mulher deixou de enviar as fotos. Após deixar de receber as fotos íntimas da mãe e filha, o homem as publicou nas redes sociais.


Diante dos fatos, a mulher foi presa em flagrante e está à disposição do Poder Judiciário. Se condenada, poderá cumprir pena de 4 a 8 anos. O homem não foi identificado pela polícia.

282 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page