top of page

Mulher é presa por exploração financeira contra idosas em Goiânia

Mais Goiás


Uma mulher, de 25 anos, foi presa em flagrante por exploração financeira contra três idosas, em Goiânia. A sobrinha das vítimas, de 96, 98 e 91 anos, informou à Polícia Civil que a suspeita estava subtraindo valores das idosas e que o prejuízo estava estimado em cerca de R$ 700 mil. A prisão ocorreu nesta segunda-feira (8).

De acordo com as investigações, a mulher teria trabalhado na casa de uma das vítimas por mais de dois anos, tendo conquistado a confiança dela e conseguido autorização, por meio de um procuração pública, para movimentar as contas bancárias da idosa. A vítima é servidora pública federal aposentada, não é casada e não tem filhos.

Ciente do patrimônio da idosa, a suspeita realizou desvios da conta dela e se apropriou de mais da metade da venda de um apartamento localizado em Brasília, vendido por R$ 1 milhão. A corporação informou que a idosa veio a óbito e que a família dela só percebeu o desvio de valores durante a partilha de bens.

Após a primeira vítima morrer, a mulher foi contratada para cuidar da irmã da falecida, mas já estava sendo monitorada pelos policiais civis. A investigação apontou que a suspeita já estava com o cartão bancário da segunda vítima. No primeiro dia de trabalho a mulher já havia realizado um saque de R$ 2 mil da conta da idosa.

A suspeita foi presa em flagrante enquanto tentava realizar um novo saque. A Polícia Civil informou que, durante o interrogatório, a autuada entrou em contradição com os fatos. Com a mulher foi apreendido um automóvel avaliado em R$ 100 mil, adquirido com os valores desviados das idosas.

A identidade da suspeita não foi divulgada e, por isso, não foi possível localizar a defesa dela.

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page