top of page

Motorista é condenado a 10 anos de prisão por dirigir embriagado e causar acidente que matou bebê

O caso ocorreu em 2022 e o júri popular na quinta-feira (13)


Mais Goiás


A Justiça de Goiás condenou a 10 anos de prisão o motorista Agnaldo Ferreira de Jesus por dirigir embriagado e causar o acidente que matou uma bebê de um ano. O caso aconteceu em 2022, na cidade de Rio Verde. A decisão foi dada em júri popular ocorrido na quinta-feira (13). Defesa dele disse que respeita o veredito e não vai recorrer.


Segundo consta nos autos, Agnaldo não tinha CNH e dirigia alcoolizado no dia do crime.

Conforme as investigações, o pai da bebê que morreu estava no carro com outras duas filhas, de 4 e 6 anos, e a esposa. Ele dirigia pela BR-060 e resolveu parar o veículo para colocar uma proteção contra o sol onde as meninas estavam.


Depois de retornar para o banco do motorista, ele foi surpreendido pelo veículo de Agnaldo, que estava desgovernado, saiu de pista e colidiu violentamente contra o carro da família.


A bebê foi socorrida e entubada em uma viatura do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu. O pai dela teve traumatismo craniano e ficou em estado grave. A mãe e as irmãs tiveram ferimentos leves.


O motorista que foi condenado por homicídio doloso também teve ferimentos em razão do acidente e foi preso em flagrante.

40 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page