top of page

Morre segunda criança vítima de acidente que também matou menino de 2 anos na BR-158

Veículo em que estavam as duas crianças saiu da pista e capotou sentido Jataí a Caiapônia. A mãe das vítimas também estava no carro e não se feriu.


G1-Goiás

Acidente mata criança e deixa outras duas pessoas feridas em Caipônia - Goiás — Foto: Divulgação/Bombeiros


A segunda criança, um menino de 5 anos, que havia sido levado ao Hospital Municipal de Caiapônia após um acidente na BR-158 morreu no sábado (20). Uma outra criança, de 2 anos, morreu no local, no momento do acidente. O veículo em que estavam as duas crianças saiu da pista e capotou sentido Jataí a Caiapônia, região sudoeste de Goiás.


A condutora do veículo e mãe das crianças, uma mulher de 31 anos, não sofreu lesões aparentes, mas também foi encaminhada ao hospital. “Após diálogos e devido ao abalo psicológico e emocional da condutora, os bombeiros conseguiram convencê-la a ser transportada para o hospital”, informou o Corpo de Bombeiros.


De acordo com a corporação, o carro colidiu contra uma carreta, o que resultou no capotamento do veículo e na morte das crianças que estavam no banco traseiro. O condutor da carreta não foi identificado e fugiu do local sem prestar atendimento às vítimas. Além do Corpo de Bombeiros, o Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também estiveram no local.


Acidente


Segundo os bombeiros, a corporação foi acionada por volta de 12h15 para atuar no socorro das vítimas do acidente, a 5 km do Córrego Dantas, sentido Jataí a Caiapônia. No local, de acordo com os militares, a mãe das duas crianças, foi encontrada abalada psicologicamente, mas sem lesões aparentes.


A criança, de dois anos, foi encontrada com ferimentos graves na cabeça e lesões nos membros inferiores e superiores, não apresentando sinais vitais. O outro menino, de cinco anos, foi levado inconsciente pelo avô para o Hospital Municipal de Caiapônia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no fim da tarde deste sábado (20).


A reportagem entrou em contato com a unidade de Polícia Científica de Iporá, na manhã deste domingo (21), para saber se os corpos foram liberados para a família, mas não obteve retorno.


84 visualizações0 comentário
bottom of page