top of page

Morador conta que voltava da padaria quando encontrou recém-nascida na porta de casa

Bebê estava dentro de caixa de papelão, em frente a uma casa, de acordo com a polícia. Ela estava molhada e enrolada em panos.


G1-Goiás

Bebê estava enrolada em panos e em saco plástico no meio do mato, em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera


O morador que encontrou uma recém-nascida morta disse que voltava da padaria quando viu uma caixa de papelão na porta de casa, no Residencial Primavera, em Goiânia. No primeiro olhar, ele achou que fosse um boneco. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, que busca imagens de câmeras de segurança para encontrar a pessoa que abandonou a bebê.

"Vi o pezinho roxinho e fiquei sem reação no momento. Não dava para perceber que era uma criança se não chegasse perto", detalhou Pedro Pinheiro.


O homem contou que a recém-nascida estava enrolada numa roupa e em uma coberta. Ao lado da caixa de papelão, estava uma sacola com roupas, fraldas e mamadeiras.


A Polícia Civil informou que o Corpo de Bombeiros foi ao local e confirmou a morte da criança. A recém-nascida apresentava rigidez cadavérica, ou seja, o corpo estava com as articulações duras. Esse fenômeno ocorre entre 2 e 4 horas após a morte.


Peritos da Polícia Técnico-Científica estiveram no local para analisar a cena de crime e levantar pistas sobre o que aconteceu com a bebê. A causa da morte vai ser identificada por médicos legistas do Instituto Médico Legal (IML).

126 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page