top of page

Milan volta à semifinal de Champions League após 16 anos

Globo Esporte


Foram 16 anos para que o Milan voltasse a uma semifinal de Champions League, fruto do empate em 1 a 1 com o Napoli, fora de casa, pelas quartas de final, na terça-feira. De volta ao grupo dos quatro melhores do torneio depois de tanto tempo, o clube italiano brilha no momento mais importante da temporada, sob comando do técnico Stefano Pioli, a dedicação defensiva e o aproveitamento no ataque.

Giroud perdeu pênalti, mas pôs o Milan na frente no primeiro tempo, depois de uma disparada de Rafael Leão em um contra-ataque. Surtiu também efeito a dedicação defensiva da equipe, bastante valorizada por Pioli nos confrontos com o Napoli, o que acabou anulando Osimhen quase completamente. Antes do gol do nigeriano nos acréscimos do segundo tempo, Maignan chegou a defender um pênalti cobrado por Kvaratskhelia - foi o 14º defendido na carreira em 45 cobranças. Em três confrontos na temporada com o atual líder do Campeonato Italiano, os rossoneri ganharam dois e empataram um.

- Éramos considerados azarões contra o Napoli, mas eu treino um grupo de um coração grande. Cerramos os dentes e sofremos, mas merecemos a classificação para a semifinal. Vamos ter dois jogos bonitos e difíceis. Já fizemos muito e não queremos parar - disse Pioli à "Mediaset".

O resultado representou um marco para este Milan. A última vez que o clube alcançou uma semifinal de Champions League foi na temporada 2006/07, quando faturou seu sétimo título da competição. A conquista consagrou um elenco comandado por Carlo Ancelotti e recheado de craques, como Kaká Cafu, Dida, Pirlo, Maldini, Nesta, Seedorf, entre outros.

Pioli tem à disposição um elenco de bem menos grife, com média de idade em torno dos 25 anos e que despontou nesta edição da Liga dos Campeões. A boa defesa se reflete em apenas um gol sofrido nos últimos seis jogos pelo torneio. Giroud é um dos que mais chuta no gol (13 por jogo) e Tonali lidera com a maior distância percorrida (103,5 km).

A concorrência por um novo título é grande, ainda mais com o Real Madrid classificado para a semifinal no outro lado da chave. Também estará no páreo quem permanecer vivo entre Manchester City e Bayern de Munique, também favoritos.

- Nada é impossível. Sabemos que tem grandes equipes pela frente. Vamos jogar cara a cara. O Milan tem DNA de Liga dos Campeões. O que interessa é dentro de campo. É dar orgulho e representar as sete Liga dos Campeões que o Milan tem - disse Rafael Leão à "TNT Sports".

Na semifinal, o Milan pode ter um clássico contra a Inter de Milão. Os nerazzurri enfrentam o Benfica nesta quarta-feira, dentro de casa, tendo a vantagem de ter vencido o jogo de ida, em Portugal, por 2 a 0.

10 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page