top of page

Messi passa Suárez e é o maior artilheiro das eliminatórias

Craque chega aos 31 gols no torneio sul-americano classificatório para a Copa do Mundo; veja o ranking


GE



Campeão do mundo em 2022, Messi começou as eliminatórias para 2026 com um recorde. Ele chegou aos 31 gols pela competição classificatória para a Copa do Mundo e passou Suárez como maior artilheiro do torneio. O atacante fez dois gols para a Argentina no primeiro tempo contra o Peru, em Lima, e agora está isolado no topo da lista de goleadores do torneio.


Artilheiros das Eliminatórias Sul-Americanas:

  1. Lionel Messi (Argentina) – 31 em 63 jogos

  2. Luis Suárez (Uruguai) – 29 gols em 62

  3. Marcelo Moreno (Bolívia) – 22 em 62

  4. Alexis Sánchez (Chile) – 20 em 59

  5. Hernán Crespo (Argentina) – 19 em 33

  6. Marcelo Salas (Chile) – 18 gols em 32

  7. Edinson Cavani (Uruguai) – 18 em 49

  8. Ivan Zamorano (Chile) – 17 em 24

  9. Arturo Vidal (Chile) – 17 em 52

  10. Neymar (Brasil) – 16 em 28

  11. Joaquin Botero (Bolívia) – 16 em 31

  12. Agustin Delgado (Equador) – 16 em 32


Até o início da atual edição, o maior goleador da história das Eliminatórias Sul-Americanas era Luis Suárez, amigo pessoal de Messi, hoje jogador do Grêmio, e que não esteve em nenhuma convocação de Marcelo Bielsa no Uruguai. Ele tem 29 gols em 62 jogos pela Celeste. O camisa 10 agora tem 31 gols marcados em 63 partidas pela Argentina nessa competição.


Apesar de ser o maior artilheiro das eliminatórias sul-americanas no geral, Messi nunca terminou como o principal goleador de uma única edição. Seu melhor desempenho foi na campanha para a Copa do Mundo de 2014, quando marcou 10 gols. Suárez fez 11.


Na última edição das Eliminatórias, o craque argentino marcou sete gols. O último jogador da sua seleção a ser o máximo goleador do torneio foi Hernán Crespo, em 2002, com 10 gols (e empatado com Agustin Delgado, do Equador).


Messi também é o maior artilheiro de uma seleção da América do Sul, com 106 gols em 178 jogos pela Argentina. No Catar, no ano passado, também se tornou o jogador com mais partidas de Copa do Mundo (26, em cinco edições). Em agosto, o craque virou o atleta com mais títulos na história do futebol — 42 no total.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page